Postado por: Amanda Barros

Título: Itaewon Class
Título original: 이태원 클라쓰
Ano de lançamento: 2020 (Netflix, JTBC)
Duração: 16 episódios
Criador: Jo Kwang Jin
Gênero: Drama, Romance
Nacionalidade: Coreia do Sul
Sinopse: No primeiro dia de sua escola, Park Sae Ro Yi ( Park Seo Joon) soca seu colega de classe Jang Geun Won, que estava intimidando outro colega de classe. O valentão é filho do CEO Jang Dae Hee (Yoo Jae Myung). O pai do agressor administra o restaurante Jangga, onde o pai de Park Sae Ro Yi trabalha. O CEO Jang Dae Hee exige que Park Sae Ro Yi peça desculpas a seu filho, mas Park Sae Ro Yi se recusa. Por causa de sua recusa, Park Sae Ro Yi é expulso da escola e seu pai é demitido de seu emprego.

Itaewon Class é um dorama coreano de 2020 lançado na Netflix, transmitido originalmente pela emissora JTBC, teve a duração de 16 episódios exibidos em blocos de 2 capítulos por semana. A história é baseada em um Webtoon (história em quadrinhos online) de mesmo nome e acompanha o jovem Park Sae Ro Yi (Park Seo Joon) que teve o início de seu pesadelo ainda no ensino médio, por enfrentar o filho do patrão de seu pai, um valentão irremediável. Após se tornar um ex-presidiário aparentemente sem esperanças, Sae Ro Yi começa a pôr em prática seu plano de vingança e justiça.

A história da série foca no personagem de Park Seo Joon (Parasita), que busca vingança e ajudar a sua amiga e primeiro amor Oh Soo A (Kwon Na Ra). Para isso, ele vai contar com a ajuda de seus novos amigos Jang Geun Soo (Kim Dong Hee), Choi Seung Kwon (Ryoo Kyung Soo), Ma Hyun Yi (Lee Jo Young), Tony Kim (Chris Lyon) e Jo Yi Seo (Kim Da Mi), sua gerente, uma jovem sociopata, que pretende conquistá-lo e ajudar o bar DanBan a crescer, mas vê em Soo A uma oponente de peso que já tem uma história com Sae Ro Yi.

As séries coreanas, em sua maioria, tratam de muitos assuntos pertinentes, principalmente nos tempos atuais, mas Itaewon Class sobe de nível e toca em feridas não retratadas com muita frequência, principalmente pelo aspecto conservador da sociedade sul coreana. Nesse contexto o enredo trata principalmente do poder que os ricos têm de controlar a própria justiça e arruinar a vida das pessoas quando querem e Sae Ro Yi não pretende mais aceitar isso.

Temas como o racismo e a transfobia são assuntos bem abordados e dando destaque a personagens secundários que até então seriam apenas o apoio do protagonista, entretanto o roteiro traz à tona de uma maneira um pouco sutil para o que nós ocidentais estamos acostumados, mas com muita firmeza para o formato da série e preencheu com um conteúdo maior do que uma história apenas de vingança e romance.

Quanto às atuações, o elenco em momento nenhum deixa a desejar, com grande destaque para as performances de Park Seo Joon (Parasita) se entregando ao papel do protagonista e permitindo que o espectador perceba todos os sentimentos que perpassam seu personagem, talvez até sinta junto. Além dele, Yoo Jae Myung (The Drug King), que interpreta Jang Dae Hee, fez um vilão espetacular que desperta as sensações de ódio, raiva, desespero e frustração. Ahn Bo Hyun (Descendentes do Sol), que dá vida Jang Geun Won revela um vilão secundário, mas não menos perigoso e cruel, um dos grandes algozes do mocinho.

A série conta com uma incrível trilha sonora que mescla algumas músicas em inglês com a maioria em coreano, em sua maior parte traz um pop rock mais animado, mas também com baladas mais melódicas e emocionantes. Além disso, uma das faixas é cantada pelo cantor V, do grupo BTS. Para além da trilha, o drama também conta com uma fotografia incrível que além de utilizar as cores para simbolizar momentos de alegria também aproveita bem o cenário da bela capital Seul, o que coopera nas situações mais emocionantes da série.

Itaewon Class tem um roteiro bem construído, trilha sonora que combina bem com o clima da história, um enredo de superação, personagens cativantes e teve a inovação de trazer assuntos pertinentes de maneira organizada sem nunca perder o rumo da história principal, com muitas reviravoltas e final mais do que satisfatório é capaz de conquistar até os menos adeptos do gênero.

Nossa nota é:

Assista ao trailer:

Desencaixados - 2020 | Alguns direitos reservados