Siga nossas redes sociais

Entretenimento

Sonhos do passado de Káthia Gregório ganham vida em “Exúvia”

Autora faz incrível analogia às plantas com a estrutura do livro e da divisão dos poemas

Publicado

em

Livro Exúvia

Nascida em Niterói, Káthia Gregório apresenta ao mundo suas memórias visuais em “Exúvia”, seu livro solo de estreia lançado pela Editora Ascensão. Por meio de diversos poemas, a autora se propõe a mostrar aos leitores sonhos do passado com suas percepções do cotidiano, consequentemente levando conhecimento e aprendizagem ao público.

Com prefácio escrito por Will Tom, a coletânea aborda poemas sobre a vida, a morte, a espiritualidade, passagem de convivência familiar e entre outros assuntos também envolvendo o ser e desejar.

“Os meus poemas foram inspirados nas memórias que trago da infância, nos sonhos, nos meus familiares, em profissionais da área médica hospitalar, nos sem tetos, na morte, em situações presenciadas em lugares públicos, na gratidão que sinto pela vida, em seres da natureza e, principalmente, na minha relação intrapessoal e nos meus relacionamentos interpessoais.”, disse a autora.

A ideia da coletânea de contos surgiu após a autora se apresentar na Confraria dos Artistas Absurdos, projeto que abre espaço para artistas manifestarem suas artes. Nesses encontros Káthia Gregório declarava seus poemas, e notando que poderia ir além das antologias que participava, reuniu seus versos e estrofes em um único livro.

“Exúvia” está disponível na loja da Editora Ascensão. Clique aqui para adquirir um exemplar.

Exúvia vai além de um simples livro

A coletânea de poemas é uma grande realização para Káthia Gregório, já que a própria artista afirma gostar de recordar dos seus sonhos, assim, dando vida a eles por meio da escrita. Porém, a autora dedicou um poema em especial para sua irmã Rosângela, cujo sonho era ser comissária de bordo.

Apesar de ter trabalhado como comissária de bordo por 20 anos na antiga companhia aérea Varig, a artista acredita que também realizou o sonho da irmã.

“Acredito que esta profissão já estava predestinada a mim, segundo um sonho que tive aos dez anos de idade.”, informou ao Desencaixados.

“Exúvia” não se limita ao resgate e realização de sonhos, ele também é sobre autoconhecimento e Káthia faz uma analogia com a natureza muito interessantes. O livro é dividido em cinco partes que seguem o processo procedentes das plantas, e ela explica:

“Eles vão desde suas RAÍZES, passando pelos grãos que se acham espalhados no interior de seus frutos (PERFUSO), pelo adjetivo atribuído ao que tem poucas folhas (OLIGOFILO), pela ciência que estuda as plantas (LAÇOS) até chegar ao grupo de invólucros da flor que envolvem os órgãos de reprodução (PERIANTO) e uma de suas funções é atrair insetos e pássaros que desempenham um papel importante na polinização das flores.”

A mesma analogia utilizada nas plantas, a autora informa que também pode ser sobre ela mesma, na qual as raízes são suas origens, perfuso os sentimentos, oligofilo os seus conhecimentos, lanço o seu autoconhecimento e  perianto seus poemas. Essa divisão foi feita por Will Tom, o mesmo que escreveu o prefácio e lhe destinou encontrar o nome para a obra.

O que é “Exúvia”?

Libélula – (Reprodução/Internet)

O Google define a palavra como “cutículas do exoesqueleto quitinoso dos artrópodes que é abandonada quando da ecdise ou muda”, porém essa palavra chegou até Káthia Gregório após se conectar com a natureza e notar que libélulas estavam frequentemente em seu dia-a-dia, despertando um grande interesse em pesquisar sobre o inseto.

“Eu percebi que, ao longo da vida, eu tenho abandonado várias exúvias conforme vou amadurecendo, transformando-me, adaptando-me e me readaptando-me às situações adversas”, diz a autora.

Sinopse de Exúvia 

Capa livro Exúvia

Capa Exúvia – (Imagem/Editora Ascensão)

O desejar, quando verdadeiro, vem de alma. É imprescindível que seja mais forte que o próprio ser. E, no momento em que esse desejar convergir com o universo, tornará tudo possível. Exúvia é uma coletânea de diversos poemas que falam, entre outros temas, sobre a vida, a morte, a espiritualidade, passagens de convivência familiar, na visão de quando a autora era criança e retratados com o olhar e discernimento adultos.

Sobre Káthia Gregório

Káthia Gregório autora do livro exúvia

Káthia Gregório – (Imagem/Acervo Pessoal)

Káthia Gregório é nascida em Niterói, servidora pública e artesã, fez seus primeiros versos aos 10 anos. Após a interrupção de uma carreira de quase 20 anos como comissária de bordo, foi incentivada por seu grande amigo a fazer anotações de seus sonhos, não importando se fosse uma única singular palavra ao acordar. A partir dessa experiência, começou a retratar seu cotidiano, seus sentimentos, suas percepções sobre a vida, sua relação familiar e sua conexão com a natureza em versos.  seus poemas, que até então, eram conhecidos apenas por seu amigo Luiz Viegas, agora, estão sendo compartilhados em algumas antologias e em seu livro Exúvia.

 

Clique aqui para conferir as últimas novidades sobre livros.

Copyright © 2020 Desencaixados. Todos os direitos reservados.