Postado por: Amanda Barros

Título: O Aprendiz de Assassino
Autora: Robin Hobb
Editora: Suma
Gênero: Fantasia, Ficção
Número de páginas: 376
Onde Aquirir: Amazon
SKOOB

Sinopse: Fitz tem seis anos de idade quando seu avô o joga aos pés de um guarda real e anuncia que a partir de então o pai deve cuidar do bastardo que produziu ― e o pai de Fitz é ninguém menos que Chilvary Farseer, o príncipe herdeiro dos Seis Ducados.
Excluído pela realeza, mas importante demais para ser abandonado, Fitz é criado à sombra da corte, protegido pelo mestre dos estábulos e crescendo em meio aos criados e plebeus da Cidade de Torre do Cervo.
No entanto, um bastardo real é uma peça perigosa, e o rei Shrewd não demora a convocá-lo. Carregando no sangue a magia ancestral do Talento e uma habilidade ainda mais instintiva de se comunicar com os animais, Fitz passa a ser treinado para se tornar um assassino a serviço do rei.

A Editora Suma lançou em 2019 o primeiro volume da trilogia da Saga do Assassino, da escritora Robin Hobb, intitulado O Aprendiz de Assassino. O livro conta a história de Fitz, um bastardo do herdeiro do trono, Chivalry. O príncipe após ter seu filho fora do casamento descoberto, decide renunciar sua posição deixando a criança para trás.

O Aprendiz de Assassino é um livro de fantasia que não se mostra tão cativante nas primeiras páginas para quem não está tão acostumado com o gênero, por suas descrições de cenários e situações, algo corriqueiro para quem conhece histórias como Game Of Thrones e Senhor dos Anéis, entretanto não chega a ser tão lento quanto as narrativas de Martin e Tolkien.

Seus olhos pálidos varriam friamente o Jardim da Rainha.

Elogiada por George R.R. Martin, a história de Fitz conquista o leitor mostrando o crescimento do protagonista, suas dúvidas e a falta de conhecimento sobre o lugar que realmente ocupa na realeza, além disso, a trajetória do garoto remonta um outro tipo de jornada do herói colocando o personagem em uma posição de mocinho, entretanto aproxima-o da realidade com erros e dilemas morais que realmente fazem quem está absorto na história pensar qual é a definição de certo e errado, em certos casos.

A escrita de Robin não se preocupa em apressar as coisas, entretanto, há algumas partes um pouco confusas em relação à passagem de tempo, mas quando o protagonista entra na fase da adolescência o texto passa a não demandar mais tanta atenção à idade, pelo menos por ora. A autora ainda insere um pequeno romance na trama, mas não dá tanto espaço para o desenvolvimento dele, tampouco deixa isso atrapalhar a narrativa, guardando provavelmente a possível história de amor para outro livro.

Três vezes o calor invadiu-me e três vezes me mantive firme diante dele.

A edição da Editora Suma trouxe uma capa azul muito bonita com um cervo que representa a tão citada Torre do Cervo que é o palco principal dos percalços da vida de Fitz, pelo menos na maior parte da história. Entretanto, por ser um livro um pouco mais grosso, o material da capa poderia seguir o mesmo conceito e ser feita de um material um pouco mais resistente, por isso é recomendável um maior cuidado para evitar acidentes, além de ter o nome do livro em letras muito pequenas em relação ao nome da autora, mas ainda sim é uma linda edição com o trabalho de design agradável visualmente.

O Aprendiz de Assassino traz tudo que um bom livro de fantasia precisa, além de transportar o leitor diretamente para um cenário medieval com personagens carismáticos e mistérios que aguçam a curiosidade e a vontade de ler até o final. É um belo começo do que pode ser uma aventura fantástica!

Desencaixados - 2020 | Alguns direitos reservados