CRÍTICA – Sexy Por Acidente
19 maio

CRÍTICA – Sexy Por Acidente

Filmes

Julia Giarola

Filme: Sexy Por Acidente
Título original: I Feel Pretty
Data de lançamento: 28 de junho de 2018 
Duração: 1h 50min
Direção: Abby Kohn, Marc Silverstein
Gênero: Comédia
Nacionalidade: EUA

Sinopse: Renee (Amy Schumer), uma mulher comum, luta diariamente com sua insegurança. Depois de cair de bicicleta e bater a cabeça, ela de repente acorda acreditando ser a mulher maiz capaz e bonita do mundo. E com isso Renee começa a viver a vida mais confiante e sem medo das falhas.

Um dos aspectos mais importantes em uma comédia é equiparar o roteiro com os talentos em frente da câmera. Um bom elenco faz maravilhas com histórias simples e piadas sutis. Isso tudo, porém, é desbalanceado quando o filme não possui sua trama e suas piadas tão fortes quanto os atores, apoiando todo o material em seus talentos. Oferecendo boas risadas e apresentando uma premissa extremamente interessante, Sexy Por Acidente promove o conceito da autoconfiança com eficiência, apesar de não alcançar o ritmo de Amy Schumer.

Sexy Por Acidente tem um começo lento, estabelecendo a personagem antes de sua “transformação”. O primeiro ato se arrasta um pouco, mas constrói muito bem o contraste para o que está por vir. Logo estamos investido na história de Renee e isso se deve muito ao que Amy Schumer trás para o filme. Abordando uma temática interessante, a personalidade da protagonista consegue atingir muitos da audiência, já que mistura sua insegurança e seu carisma. O longa não tenta fazer o público sentir pena de Renee, em vez disso, nos mostra o que ela precisa para mudar, algo que vem de dentro dela.

Carregando a mensagem sobre autoconfiança, o filme não se limita à protagonista, explorando o fato que todos se sentem inseguros por motivos diferentes. Entre esse aspecto e a premissa criativa, Sexy Por Acidente consegue estabelecer um ritmo divertido entregando algumas boas risadas e ainda uma sub-trama cativante. Amy Schumer alterna bem entre sua persona antes da “transformação” e pós-transformação. A comédia entregada pela atriz com certeza é a melhor parte do filme, este que explora todos os forte de Schumer. O humor físico e sutil da comediante realmente faz o filme ser mais engraçado que planejava ser, já que o roteiro peca em alguns aspectos da história.

Em vez de se encontrar com o ritmo que a atriz estabeleceu, Sexy Por Acidente apoia toda a comédia nos talentos de Schumer e do restante do elenco. O roteiro definitivamente não é tão engraçado quanto o filme, este que se beneficiou dos talentos em frente da câmera. Por incrível que pareça, é a autoconfiança de Schumer que ilumina a tela, ela que se entregou ao conceito e trouxe seu melhor para o filme. Assim como Amy, todo o restante do elenco também trás seu melhor, elevando um pouco mais o humor do roteiro.

Mesmo com a disparidade entre a qualidade trazida pelo elenco e o roteiro fraco, Sexy Por Acidente é um filme divertido. Os momentos hilários, juntamente com a história cativante de Renee e a mensagem positiva sobre autoconfiança, formam um bom “filme de pipoca”, que você pode assistir e se distrair por algumas horas. Apesar de desperdiçar um pouco seu potencial, essa é uma comédia que vale a pena conferir!

Nossa nota é:

Assista ao trailer:

Leia também

Comentários