Postado por: Amanda Barros

5749668

Título: Era Uma Vez… Em Hollywood
Título original: Once Upon A Time… In Hollywood
Data de lançamento: 15 de agosto de 2019
Duração: 2h 45min
Direção: Quentin Tarantino
Gênero: Policial
Nacionalidade: Estados Unidos

Sinopse: Um ator de televisão e seu dublê embarcam em uma odisseia para se fazer um nome para si na indústria cinematográfica durante os assassinatos de Charles Manson em 1969, na cidade de Los Angeles

O nono filme do aclamado diretor Quentin Tarantino chegou aos cinemas brasileiros, Era uma vez em… Hollywood conta um pouco sobre a história da indústria cinematográfica em meados de 1969, ou seja, na época dos assassinatos cometidos pelos seguidores de Charles Manson.

O longa conta a história dos personagens fictícios Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e Cliff Booth (Brad Pitt), respectivamente, ator e dublê que tentam sustentar e reviver suas carreiras até então fadadas a papéis sem muita expressão. O efeito mais forte desses acontecimentos pode ser visto principalmente em Rick.

2899732

O filme mostra em primeiro plano a vida do ator Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e sua carreira aparentemente fracassada, logo se abre espaço para o espectador conhecer melhor a vida do dublê de Dalton, Cliff Booth (Brad Pitt), que leva uma vida bem diferente da do seu amigo, mas sempre o apoia em todas as situações.

Em meio a esse contexto, Sharon Tate (Margot Robbie) é apresentada como uma atriz iniciante, uma personagem que mesmo que tenha menos tempo de tela é carismática ao máximo e capaz de conquistar o público, porém não há muito mais explícito sobre a personalidade dela, entretanto Margot Robbie consegue convencer o suficiente no papel e Tarantino construiu a personagem com delicadeza e respeito à atriz que realmente existiu.

Ainda que a história se passe na época dos crimes de Charles Manson e seus seguidores, essa é uma parte não tão explorada ao longo do enredo, mas é colocada de maneira muito sutil e faz o filme mostrar suas partes sombrias aos poucos sem explorar tanto esse aspecto. Quentin mais uma vez usa grandes acontecimentos históricos da maneira como prefere, como fez em Bastardos Inglórios, por exemplo e entrega apenas uma cena sangrenta durante o longa, mas que provavelmente é uma das mais satisfatórias de sua carreira.

margot_robbie_sharon_tate_era_uma_vez_em_hollywood_01_widexl

DiCaprio traz uma interpretação rica com muita emoção e altos e baixos no personagem de Rick Dalton, mas como sempre fazendo justiça ao seu nome e divertindo o público. Já Brad Pitt mostra um Cliff Booth como um homem de personalidade duvidosa, um amigo fiel e um dublê pronto para qualquer trabalho. Ainda que Booth seja retratado como alguém que ficaria em segundo plano, o homem se mostra bem mais interessante que seu amigo que é considerado a grande estrela.

A trilha sonora já uma das grandes marcas dos filmes de Tarantino e nesse aspecto o longa não deixa a desejar em nenhum momento, é como ouvir estações de rádio com as melhores músicas dos anos de 1970, juntamente, é claro com uma fotografia sensacional que transporta o espectador para aquela época. Talvez o único ponto fraco tenha sido a abordagem dada a Bruce Lee, que diferentemente dos outros personagens inspirados em pessoas reais foi retratado como alguém arrogante e até é posto em dúvida se ele realmente era tão bom lutador como dizia.

Era Uma Vez Em… Hollywood é uma produção que celebra a indústria cinematográfica com uma contextualização histórica sutil e entrega um final mais do que satisfatório, principalmente para aqueles que já conhecem esse contexto de antemão. O filme é a prova que Quentin Tarantino entrega boas histórias sem explorar a violência antes do necessário.

Nossa nota é:

5-1

Assista ao trailer:

Leia também

Desencaixados - 2020 | Alguns direitos reservados