Siga nossas redes sociais

Crítica

Crítica: WandaVision – 1ª temporada (Episódio 4)

Um episódio cheio de revelações

Publicado

em

Aqueles que estava um pouco cansados dos sitcons que estavam guiando o ritmo da série vão ficar mais do que felizes com We Interrupt This Program, onde podemos ver o retorno da clássica formula Marvel e de alguns personagens . Um deles fez até parte da primeira fase do estúdio nos cinemas, como é o caso da Darcy Lewis (Kat Dennings). A personagem foi uma ótima adição para um episódio que escolheu deixar Wanda (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) um pouco de lado para explorar os agentes tentando descobrir o mistério por trás daquele mundo.

Uma decisão como essa foi mais do que certa para levar a série a um novo patamar, embora o pouco tempo que dão aos episódios está se mostrando um problema, já que é muita coisa para ser resolvida em menos de quarenta minutos. Mesmo o desenrolar da história de Monica Rambeau (Teyonah Parris) e deu legado na organização S.W.O.R.D sendo interessante, é difícil não sentir que não está do jeito que você queria.

O que está ajudando bastante WandaVision é o poder de suas cenas finais. A revelação de que Wanda está interagindo com o corpo morto do Visão foi impactante. Já havia um tempo que suspeitávamos que esse mundo era criação dela e talvez não houvesse ninguém por trás a manipulando, mas o modo como tudo está sendo desenvolvido me faz sentir que Wanda está indo para um caminho muito sombrio.  A atriz conseguiria trazer esse lado com perfeição.

ASSISTA AO TRAILER:


Título: WandaVision
Título original: Cobra WandaVision
Ano de lançamento: 2021
Criadores: Jac Schaeffer
Gênero: Super-Herói/Comédia
Nacionalidade: Americana

Sinopse: Wanda (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) estão vivendo a vida dos sonhos no subúrbio, como um lindo casal apaixonado, mas coisas estranhas começam a acontecer. O que será realidade e fantasia nessa história?

Copyright © 2020 Desencaixados. Todos os direitos reservados.