Siga nossas redes sociais
Capa À Sombra da Lua Capa À Sombra da Lua

Entretenimento

RESENHA: À Sombra da Lua

Entre mistérios e dramas, o autor consegue trazer o contexto violento para nossa terra como um patriota, espalhando horror por uma remota vila de nosso país

Publicado

em

O que cria um clássico? Elementos familiares? Um toque de suspense? Ou será que seja simplesmente uma história arrebatadora? Tudo isso é reunido na obra À Sombra da Lua, de Marcos DeBrito, que utiliza do Brasil como o novo palco da lenda do lobisomem. Entre mistérios e dramas, o autor consegue trazer o contexto violento para nossa terra como um patriota, espalhando horror por uma remota vila de nosso país.

Livro À Sombra da Lua do Marcos DeBrito

À Sombra da Lua, Marcos DeBrito – foto meramente ilustrativa – (Imagem/Mockup)

Explorando a época da abolição da escravatura, DeBrito se joga nas raízes da contextualização para criar um novo gênero para a literatura brasileira. Introduzindo a lenda famosa ao cenário brasileiro, À Sombra da Lua conta a história de um terror que chega à comunidade remota da Vila Socorro que agora é aterrorizada por mortes de origem suspeita. Procurando saber o culpado pelas mortes, a vila se junta para desvendar o mistério animalesco que está prestes a se revelar como algo maligno.

Investindo na idealização da invasão versus a colonização, À Sombra da Lua explora o “mal” trazido pelos imigrantes. Indiciando os impactos no desenvolvimento do país juntamente aos medos externos trazidos pelos navios que hoje são neutralizados pela falsa segurança provocada pela globalização,  os primeiros vestígios da cultura estrangeira se infiltrando na crença e popularidade nacional são o palco dos acontecimentos horripilantes do livro.

A visão de uma comunidade que ainda se ilude com os “benefícios” da escravatura criam um contexto interno embasado na ignorância que os impede de ir além em suas investigações. As consequências da abolição da escravatura, resultando na mão de obra vinda de imigrantes é apenas o primeiro passo para as origens dos terrores que estão prestes a baixar nos cidadãos da Vila Socorro.

Livro À Sombra da Lua do Marcos DeBrito

À Sombra da Lua, Marcos DeBrito – foto meramente ilustrativa – (Imagem/Mockup)

Apresentando cenas que fluem como um filme, narração que cativa como uma boa lenda, o terror da obra vai além do suspense, voltando as raízes do desconforto que intensificam o pavor – o famoso gore. O drama condensado à vila remota também adiciona um toque de mistério ao enredo instigante que se desenvolve lentamente enquanto somos engolidos pelo medo da inevitável lenda familiar.

A importância do contexto – ambientação e época – para desenvolvimento da tensão é um dos toques especiais do livro, que utiliza da ignorância como a maior vilã da história. Existe uma ideia da herança que se assemelha à uma maldição que vive durante as gerações e vai se perdendo após a imigração. A trama explora como os medos desconhecidos são explicados pelo fantástico através da cultura de fábulas e histórias. tornando o romance de Marcos DeBrito um clássico para épocas!


Título: À Sombra da Lua
Autora: Marcos DeBrito
Editora: Rocco
Gênero: Terror
Número de páginas: 288
Onde comprar: Amazon

Sinopse:
Durante o dia, Vila Socorro é apenas uma pacata cidade do interior de São Paulo, reduto da imigração italiana no Brasil. Mas, quando o sol se põe, uma criatura desconhecida aterroriza os moradores, que cobram uma solução das autoridades locais, afinal, há décadas o vilarejo sofre com mortes misteriosas, cometidas por um assassino que não deixa rastros e desafia a lógica humana. Estreia do cineasta Marcos de Britto na literatura, À sombra da lua já nasce um forte candidato a clássico do terror nacional ao explorar o mito universal do lobisomem contrapondo, numa narrativa madura e vigorosa, racionalidade e mistério.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2020 Desencaixados. Todos os direitos reservados.