Siga nossas redes sociais

Resenha

RESENHA: Lady Killer – Volume 2

Publicado

em

Os acontecimentos anteriores não foram o bastante para assustar Josie Schuller, a mulher continua seguindo a sua carreira de assassina de aluguel, porém no momento morando na Flórida junto com a sua família. Ela está vendendo Tupperware, cuidando da família e nos momentos mais oportunos atua sozinha no ramo sanguinário, pois assassinar não era complicado, a parte difícil era cuidar de toda bagunça depois.

Inesperadamente uma pessoa do passado acaba encontrando Josie realizando o seu sigiloso serviço, apresentando uma parceria para ela. A mulher acaba aceitando a proposta tentadora, onde ela fica responsável por assassinar e a outra pessoa lida com o sumiço do corpo. Porém, quando a demanda de clientes vai aumentando e seu parceiro começa ser mais presente nos seus ambientes familiares, toda a situação pode ser comprometida.

A mãe de família, vendedora de Tupperware e assassina precisa ser mais esperta do que aparenta, pois agora ela e toda a sua família pode correr risco de vida e durante a leitura dessa história a conciliação da sua vida dupla pode ser o seu maior inimigo.

Lady Killer volume 2, uma criação de Joelle Jones e Michelle Madsen, foi publicado no Brasil pela DarkSide Books como o primeiro título. Essa é uma graphic novel que apresenta uma mulher incrivelmente poderosa vivenciando uma vida dupla nos anos 60, um enredo que aposta muito na violência slasher.

Mantendo a essência da obra, o segundo volume de Lady Killer requer a leitura do primeiro, justamente devido aos gatilhos utilizados por Joelle Jones ao aprofundar um pouco na história da protagonista e, além disso, trazer personagens do título anterior com muito comprometimento dentro dessa narrativa. As cenas violentas e levemente sexuais ainda residem, porém o humor que se destacava no enredo não existe mais, uma ausência que fez falta, porém compreensível, já que essa não é a ideia do título.

O machismo é uma das grandes apostas durante o primeiro livro, onde constantemente a assassina utiliza dotes domésticos para limpar toda sujeira feita durante o assassinato. Já nessa continuação, os criadores trazem dicas de como crescer sua empresa e essas indicações são aplicadas originalmente nas teses de Josie Schuller sobre um excelente serviço, no caso um assassinato.

Esse título se destaca bastante pelas passagens no passado de alguns personagens e existe um momento que traz fortes certezas de como a protagonista foi moldada para assumir aquele cargo de assassina, apresentando sua maior influência. Essa ideia dos criadores foi genial e é esperado mais desse aprofundamento nos próximos volumes, trazendo cada vez mais seriedade para o enredo que por si só é interessante.

Os personagens criados para essa graphic novel continuam sendo interessantes, cada um apresenta características incrivelmente instigantes, despertando curiosidade nos leitores. Inclusive os que no primeiro volume foram apresentados sem muito foco, são mais destacados nessa continuação, Joelle Jones utilizou alguns momentos para reprisar o passado dessas pessoas, incluindo o da protagonista Josie Schuller, da Mamãe Shculler e um outro um tanto comprometedor. Diante de todo desenvolvimento da narrativa, a família da protagonista já está um pouco mais inclusa na jornada dupla da assassina, trazendo mais tensão às páginas.

O roteiro de Joelle Jones para essa narrativa continua sendo muito eletrizante e inteligente, como mencionado, dessa vez ele traz alusões de como alcançar o sucesso de sua empresa, porém apostando essas dicas nos pensamentos de uma sanguinária. Por outro lado, as ilustrações e cores apostadas por Michelle Madsen são incríveis, inclusive mais chamativas do que o primeiro volume, os traços estão cada vez mais hipnotizante com a mescla de cores chamativas utilizadas em algumas cenas.

A DarkSide Books tem um grande destaque no mercado editorial brasileiro por apresentar títulos incrivelmente bem trabalhados, seja da história até todo preparo editorial. Na continuação de Lady Killer eles permanecem com um excelente trabalho, as novidades não são muitas, mas todo cuidado com o exemplar é nítido desde a capa até a introdução escrita por Tori Telfer, escritora de Lady Killers: Assassina em Série, também lançado no Brasil pela editora.

Portanto, Lady Killer volume 2 é uma graphic novel que deu muito certo devido a maestria dos trabalhos de Joelle Jones e Michelle Madsen, uma dupla de artistas incrivelmente talentosos. Nas últimas páginas é confirmado que existe uma continuação, afirmando ao leitor que Josie Schuller, a mulher sanguinária, tem muito para nos contar.


Título: Lady Killer – Volume 2
Criadores: Joelle Jones e Michelle Madsen
Editora: DarkSide Books
Gênero: Graphic Novel
Número de páginas: 144
Sinopse: Josie Schuller é uma esposa dedicada, uma mãe amorosa e… uma assassina de aluguel. Capaz de equilibrar os deveres de uma típica dona de casa norte-americana dos anos 1960 com vários assassinatos a sangue-frio, ninguém desconfia que ela leva uma vida dupla.

Após as perseguições e imprevistos do primeiro volume, Josie decide se mudar com a família para Cocoa Beach, na Flórida, onde as coisas continuam mais ou menos como era antes: Josie vende Tupperware, cuida da família e vai colecionando alguns cadáveres pelo caminho.

A única diferença é que, agora, ela está trabalhando sozinha. Fazer vítimas continua fácil, o problema é cuidar da bagunça depois. Então, quando uma figura do seu passado aparece com uma proposta de parceria, Josie não consegue recusar. Mas há muito mais em jogo do que uma cena do crime sangrenta para limpar…

Joëlle Jones continua sua criação matadora que ganhou o coração dos leitores da DarkSide® Books. No segundo e último volume de Lady Killer: Graphic Novel Vol. 2, Jones exibe seu talento e deixa os leitores boquiabertos: seu traço está ainda mais violento, impressionante e expressivo, e a história, cheia de nuances e momentos inesquecíveis.

Neste volume, começamos a descortinar o passado de Josie e a entender suas motivações. A relação com sua sogra, que já não era das melhores, ganha novos atritos. Revelações chocantes vêm à tona, e, enquanto isso, o marido de Josie continua sem desconfiar de nada…

Sangrento, medonho e brutal, o quadrinho é perfeito para quem devorou o livro da linha Crime Scene, Lady Killers: Assassinas em Série, uma compilação macabra das mulheres mais letais da história. A autora Tori Telfer, aliás, assina uma introdução exclusiva à edição brasileira da graphic novel. Se Josie fosse uma pessoa real, ela com certeza teria sido estudada por Telfer.

Bem-humorado e eletrizante, Lady Killer: Graphic Novel Vol. 2 é um daqueles quadrinhos impossíveis de largar.

Copyright © 2020 Desencaixados. Todos os direitos reservados.