Siga nossas redes sociais

Crítica

CRÍTICA: A Guerra do Amanhã

Um filme pipoca que tem tudo para te distrair no fim de semana

Publicado

em

a guerra do amanhã

A Guerra do Amanhã é o mais novo trabalho de Chris McKay. Mais conhecido por filmes como Uma Aventura LEGO (2014) e LEGO Batman: O Filme (2017), McKay tem um jeito bem divertido de contar histórias que combina muito bem com os trabalhos anteriores de Chris Pratt. Muitos pensariam até que a Amazon Prime teria a parceria certa em mãos e, de certa forma, é bem possível que uma boa parte daqueles que decidirem dar uma chance a esse longa não vão se arrepender.

Com um roteiro leve e personagens que se encaixam bem ao humor de Pratt, A Guerra do Amanhã é aquele típico filme pipoca que consegue te distrair por duas horinhas. Muitos podem pensar que chamar um filme de pipoca é quase como ressaltar algum ponto negativo, mas nenhum gênero é melhor ou pior que o outro.

O que importa de verdade é como você trabalha os elementos dele. Tanto McKay quanto Pratt sabem muito bem os clichês que estão envolvidos, mas se o espectador não levar tudo muito a série talvez ele nem veja o tempo passando no meio de cenas de ação muito bem dirigidas.

Infelizmente, não são todos que conseguem fazer isso. Alguns podem pensar que uma história que envolve recrutar soldados do passado para uma guerra que pode salvar o futuro merece um pouco mais de seriedade. Eles não estariam errados. Realmente, A Guerra do Amanhã não é um filme para todos, mas se comparado com muitos filmes do mesmo gênero ela com certeza está acima da média.

ASSISTA AO TRAILER:


Título: A Guerra do Amanhã
Título original: The Tomorrow War
Ano de lançamento: 
2021
Direção:
Chris McKay
Roteiro:
Zach Dean
Gênero:
ficção científica 
Nacionalidade:
Americana

Sinopse: Em dezembro de 2022, o mundo recebe a visita de soldados de 2051 que precisam urgentemente de ajuda para ganhar uma guerra contra uma raça alienígena que está destruindo a humanidade.

Copyright © 2020 Desencaixados. Todos os direitos reservados.