Siga nossas redes sociais

Notícia

RESENHA: Arlequim

Publicado

em

Os mistérios e encantos que rodam a vida noturna são bastante intrigantes, e Samuel acabou se relacionando de forma comprometedora  com os segredos da noite. Em Arlequim, obra de Dark Gero — roteirista de Os Roni (Multishow) estrelado por Whindersson Nunes —, acompanhamos um thriller psicológico que transita entre o romance e o drama.

Samuel é um adolescente residente em São Paulo com poucas experiências de vida. Compartilhando um apartamento com seu irmão mais velho, o menino vivia dias entediantes e rotineiros até ir ao Paraíso da Perdição, casa de striptease, com seus amigos. O estabelecimento sempre foi muito movimentado devido Arlequim, a dançarina de destaque da boate, que no final da apresentação escolhia um parceiro sexual para o resto da noite.

Naquela dia, o inexperiente Samuel foi o escolhido e saindo do habitual, ele convida a dançarina para dar uma volta fora do estabelecimento com a ideia de se conhecerem melhor. A proposta foi essencial para que os próximos dias do jovem fossem completamente agitados e perigosos.

Arlequim é muito misteriosa e o garoto estava avassaladoramente encantado pela sua essência, porém, uma perseguição intensa e cheia de segredos é iniciada quando a dançarina conhece Samuel e não retorna para o trabalho.

Lançado em 2020 pela Editora Plus, um dos selos do Grupo Editorial Coerência, Arlequim é uma história que transita entre o suspense, thriller, drama e o romance, na qual o escritor Dark Gero se propõe a colocar o leitor em uma aventura cheia de reviravoltas intensamente bem intrigante.

Narrado na terceira pessoa, o autor conta a realidade de vários personagens dentro de uma só história, que gradativamente, vai tornando uma ideia bastante eficaz e interessante. De fato, no início a mudança repentina de cenário deixa a leitura um pouco confusa, mas basta um pouco de atenção que tudo começa se encaixar, fazendo com que o final de toda a narrativa seja uma explosão de sentimentos.

Por meio de vários personagens diferentes e bastante curiosos, o autor explora todo o passado de Arlequim, consequentemente trazendo um pouco da realidade dos outros para a história. E é desta forma que Dark Gero levanta todo o thriller psicológico, muitas das vezes fazendo o leitor duvidar de quem acreditar, instigando-o cada vez mais acompanhar o enredo para saber o motivo da dançarina ter um passado tão comprometedor ao ponto dela mesma não mencionar sobre ele.

Levantando assuntos bastante reais, o livro consegue promover cenas pesadas, recheadas de sangue, tortura e morte, porém com toda uma responsabilidade que ao longo da leitura vem ganhando forças. Inclusive, o escritor consegue surpreender o leitor diversas vezes e de formas diferentes, em alguns momentos tirando todo o fôlego do público; uma experiência que precisa ser valorizada em obras literárias.

A escrita de Dark Gero em Arlequim é ponto que precisa ser melhor analisado, podendo dividir opiniões. Ao longo da narrativa as descrições de cenários e sentimentos dos personagens são esquecidos devido toda a trama proposta pela história, assim perdendo a possibilidade de expandir melhor o enredo e não deixar algumas pontas soltas. Porém, caso a narrativa fossem mais descritiva, o engajamento de leitura poderia ser prejudicado, tornando algo maçante e fazendo com que o mistério se perca em muitas informações, já que a obra se trata de um thriller.

A Editora Plus fez um trabalho admirável com a edição da obra, porém, é necessário ressaltar o trabalho de capa que, apesar de retratar muito sobre a história, no primeiro contato visual torna uma imagem confusa. Fora isso, a diagramação está muito boa para um conforto visual e o trabalho de revisão, apesar de alguns errinhos de digitação terem passado despercebidos, colaborou muito para uma leitura fluída e engrenada.

Arlequim é um romance mesclado com suspense que aos poucos fica interessante e completamente viciante, Dark Gero conseguiu estruturar uma história energética que se sustenta de capítulo em capítulo. Esta é uma obra composta por personagens recheados de mistérios e com sede de justiça e vingança, que no final tem algumas lições a serem passadas.

Esta é uma obra que contém gatilhos sobre transtornos psicológicos, abuso sexual e violência. 

Título: Arlequim
Autor: Dark Gero
Editora: Coerência
Gênero: Thriller Psicológico
Número de páginas: 300
Sinopse: Arlequim é uma stripper atraente, não só pela beleza estonteante, mas pela improvável erudição. A personificação da luxúria em contraste com sua doce feminilidade a tornam duas mulheres em um mesmo corpo. Samuel, um jovem poético e ingênuo, desperta sentimentos intensos no coração nebuloso da misteriosa mulher. O problema é que ele não sabe quando, onde ou se ela vai voltar. Perseguida por criminosos que se referem a ela como “demônio”, Arlequim se torna sonho e pesadelo na vida rapaz.
Em um ambiente hostil e sombrio de dor e maldade, nasce uma paixão avassaladora com regras impossíveis e um caminho sem volta, cujo o único destino previsível é a tragédia. Contudo, Samuel decide seguir até o fim. Ele só não esperava que as consequências dessa relação fossem ameaçar não só a ele, mas a todos que ama.

Copyright © 2020 Desencaixados. Todos os direitos reservados.