CRÍTICA: Titãs – 1ª Temporada
10 jan

CRÍTICA: Titãs – 1ª Temporada

Notícias, Séries

Myrna Ariel

Série: Titãs
Título Original: Titans
Ano de Lançamento: 2018
Duração: 1 temporada (2° já confirmada)
Criadores: Greg Berlanti, Akiva Goldsman, Geoff Johns
Gênero: Ação/Aventura/Drama/Ficção-Científica
Nacionalidade: Estados Unidos

Sinopse: Titãs acompanha jovens heróis de todo o Universo DC assim que atingem a maioridade em uma abordagem mais enérgica sobre a clássica franquia dos Jovens Titãs. Dick Grayson e Rachel Roth, uma jovem especial possuída por uma estranha escuridão, se envolvem em uma conspiração que pode trazer o inferno à Terra. Juntando-se a eles estão a temperamental Estelar e o adorável Mutano. Juntos, eles se tornam uma família e uma equipe de heróis.

Dick Grayson resolveu afastar-se de sua antiga vida, mas sendo filho adotivo de Bruce Wayne e o antigo Robin da cidade de Gotham, ele sabia que os problemas não ficariam longe por muito tempo. Agora o seu trabalho é lidar com os problemas da cidade de Detroit sendo apenas um policial, ou pelo menos ele tenta ser apenas um policial, mas um dia Dick é surpreendido com a aparição de Rachel Roth, uma garota possuída pela escuridão e que precisa da ajuda do policial.

A vida de Dick e Rachel não são nada fáceis, e para completar o time eles se unem a uma mulher com cabelos rosa que não lembra quem é ou de onde veio, e a um garoto que pode se transformar em um tigre verde. Os quatro irão atrás de respostas sobre a escuridão de Rachel e os perigos que ela oferece.

Titãs é a primeira série produzida pela DC Universe, plataforma de streaming da Warner destinada à produção de conteúdos exclusivos dos heróis da DC Comics. No Brasil a responsável pela distribuição da série é a Netflix, que no dia 11 de janeiro estará disponibilizando a 1° temporada para os seus assinantes.

Com um total de 11 episódios, Titãs traz de volta heróis conhecidos pelos fãs da DC. Dessa vez Robin, Estelar, Mutano e Ravena não são tão ingênuos e alegres como nos desenhos, a série tem um visual mais dark e personagens mais maduros.

Logo que as gravações começaram as características e figurinos dos atores não alegrou muito o público, a maior polêmica girou em torno da atriz Anna Diop, responsável por interpretar Estelar, os comentários voltados a ela falavam sobre o fato dela ser negra e a sua personagem nos quadrinhos ter pele laranja. O que não agradou muito os fãs também foi o fato do personagem de Ryan Potter, Mutano, não ter pele verde. Os dois casos receberam atenções diferentes e em um momento o problema deixou de ser apenas fidelidade aos quadrinhos, Anna Diop começou a ser atacada com comentários racistas em suas redes sociais.

Após várias discussões e reclamações dos fãs sobre a aparência dos personagens a série começou a ser tachada como a mais nova decepção da DC. No final de 2018 Titãs teve sua estreia no exterior e acabou tornando-se uma das melhores séries de super-heróis do momento.

O roteiro apresenta vários arcos dentro da história principal, no primeiro capítulo conhecemos Dick (Brenton Thwaites), os seus problemas de identidade e o seu passado que o assombra até hoje. Logo a sua história se entrelaça com a de Rachel (Teagan Croft), uma jovem que está fugindo do desconhecido e carrega consigo a escuridão que tanto teme. A história vai se intercalando entre os problemas dos dois até que Kory (Anna Diop) e Garfield (Ryan Potter), vulgo Estelar e Mutano, juntam-se a eles. Kory não lembra quem é ou de onde veio, mas sabe que antes do acidente que a fez perder a memória ela esteve procurando por Rachel.

Os quatro atores principais surpreenderam com uma atuação muito bem feita. Brenton Thwaites traz para o Dick aquela angustia que o personagem possui por não saber que caminho seguir na sua vida. Anna Diop é uma Estelar completamente diferente da que conhecemos no desenho dos Jovens Titãs, aqui ela é totalmente Girl Power, ela faz o que quer e quando quer, e aqueles que entrarem na sua frente serão atingidos por uma bola de fogo.

Teagan Croft com apenas 14 anos possui uma maturidade muito grande atuando, ela mostrou para o público uma Rachel que apesar da pouca idade é muito madura. Ryan Potter é praticamente o alívio cômico da série, o Mutano também possui uma história complicada, mas a característica principal do personagem é tentar alegrar os que estão a sua volta.

Desde que a série começou a ser gravada os produtores anunciaram que ela seria mais dark, e eles realmente seguiram esse estilo. Os tons utilizados nos cenários e até mesmo o filtro usado nas imagens são mais escuros, o que combina perfeitamente com as cenas de ação que são bem coreografadas, as tornando realistas e fortes.

Titãs traz uma mistura de mistério, ação, aventura e romance, além dos personagens principais temos a participação de heróis conhecidos no universo da DC, como Rapina (Alan Ritchson), Columba (Minka Kelly) e até mesmo a Moça Maravilha (Conor Leslie). Titãs é uma série para quem é fã de super-heróis e de ação, ela traz personagens já conhecidos pelo público, só que dessa vez mais maduros, são os Titãs de uma maneira que nunca pensamos que iriamos ver.

Nossa nota é:

Assista ao Trailer

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *