Siga nossas redes sociais

Música

Marília Mendonça impulsiona alta de 500% na busca por “música de sofrência”

A artista sertaneja bateu recordes mundiais durante a pandemia e consolidou seu status de rainha da sofrência

Publicado

em

Dona da live mais assistida do mundo em 2020, que hoje já soma mais de 55 milhões de visualizações no YouTube, a cantora e compositora Marília Mendonça é conhecida por suas músicas que falam sobre a boa e velha dor-de-cotovelo. Aparentemente, as pessoas andam sofrendo tanto por amor, que a artista conquistou o topo das paradas de streaming e também é responsável pelo aumento de 500% nas buscas sobre “música de sofrência”, como mostram os dados levantados pela Decode, empresa de dados e client acquistion, que a cada semana revela informações curiosas sobre os assuntos que estão dando o que falar no momento.

Marília Mendonça apareceu pela primeira vez no ranking de mais ouvidos do Spotify em 2017, em 4º lugar. Desde então, não saiu da lista, e em 2020 chega ao topo pelo segundo ano consecutivo, agora também na plataforma Deezer.

A analista de Consumer Insights da Decode, Letícia Diefenbach, lembra que o sertanejo é o estilo musical mais escutado no Brasil hoje, sucesso que se reflete também na audiência das lives ao longo do ano, que criaram ainda a oportunidade para exposição de diversas marcas.

“Marília Mendonça é uma artista da nova geração e que já conquistou um espaço importante no cenário musical brasileiro. Ela se destaca em um meio que tradicionalmente era dominado por duplas e cantores do gênero masculino”, observa.

Fãs encontram a trilha perfeita para cada momento – Entre suas músicas mais comentadas na esfera digital, “Todo Mundo Vai Sofrer” recebeu 62% das menções no Twitter relativas ao repertório da cantora. Já os 17% que procuram forças para dar a volta por cima depois de um término escutam o hit “Supera”. Outros 5% que ainda têm sorte de estar vivendo o momento da paixão escolhem “Apaixonadinha”.

As composições de Marília, baseadas em histórias reais, provocam identificação imediata por parte dos fãs e esse comportamento aparece nos relatos do digital. Um exemplo: a notícia recente de que a cantora reatou com o ex-namorado, de quem havia se separado desde julho, levou 16% de seus fãs também cogitarem voltar para os braços de seus ex-amores.

A Decode é uma empresa de dados e client acquisition que, a cada semana, realiza levantamentos de dados e sentimento público sobre temas relevantes do momento em diversas áreas. Essa expertise em comportamento do consumidor é uma das bases das soluções de negócios com foco data-driven e maximização de receita elaboradas pela empresa.

Clique aqui para saber mais sobre Marília Mendonça.

Copyright © 2020 Desencaixados. Todos os direitos reservados.