Postado por: Victor Tadeu

Chernobyl foi um acidente nuclear que poucas pessoas comentavam até virar “meme” na internet, onde devidos usuários utilizavam para brincar com área radioativa. Com o assunto voltando à tona, a HBO lançou uma série que explora bastante o que ocorreu com as usinas, aproveitando o momento de piadas para tratar de um assunto sério.

Desde o lançamento da série muitos estão utilizando as redes sociais para expressarem suas opiniões — quase todas positivas —, consequentemente demonstrando como a HBO soube apresentar o desastre na cidade ucraniana de forma impactante.

Esse impacto não foi presente somente em redes sociais, já que as reservas de hotéis em locais que ocorreu o desastre aumentaram 40%, sem falar na forte e presente avaliação no IMDb. Além disso, os números de vendas dos livros que relatam o caso também aumentaram, chegando ocupar uma posição considerável da lista desenvolvida pela Veja.

O título As Vozes de Tchernóbil, escrito por Svetlana Alexijevich, publicado no Brasil pela Companhia das Letras foi o 18° vendido desde o 5 de junho. A obra relata o caso de sobreviventes da usina 4 de Chernobyl, afetando a cidade Pripyat e outras localidades na Ucrânia e na Bielorrússia, a obra foi inspiração para a emocionante história da personagem Lyudmilla Ignatenko (Jessie Buckley).

Svetlana Alexijevich foi vencedora do prêmio Nobel.

Desencaixados - 2020 | Alguns direitos reservados