As grandes promessas da literatura para 2019
08 jan

As grandes promessas da literatura para 2019

Coluna, Notícias

Victor Tadeu

Literatura é um assunto muito pouco discutido no Brasil, principalmente pelo fato de poucas pessoas terem o gosto em fazer leitura de livros, onde uma grande parcela da população cresce acreditando que “ler é chato”. Mesmo os índices demonstrando que o número de leitores do país é muito assustados, existem pessoas que têm interesse e gosto em acompanhar as novidades do meio literário.

Apesar de o mercado editorial está passando por uma crise, sendo que consequentemente diversos autores, livrarias e editoras estão sofrendo as consequências, existem alguns nomes que podem ajudar a enaltecer e/ou movimentar o mercado durante este ano, justamente pelas conquistas ganhas no ano passado, e, claro, também devido as histórias.

Visando o desempenho e a visibilidade ganha durante 2018, hoje iremos apresentar para vocês alguns autores que prometem – possibilidade – ser os destaques deste ano, principalmente pelo buzz que conseguiram adquirir recentemente. Caso você acredite que existem outros nomes, por favor, compartilhe-os conosco pelos comentários, será um prazer ter ciência de mais escritores que podem ser uma promessa de 2019.

 

ESCRITORES QUE PODEM SER DESTAQUES EM 2019

Fernanda Nia

Tudo início quando a carioca Fernanda Nia criou o seu site autoral em 2011, chamado Como eu realmente, em entrevista a autora já afirmou que a ideia do site foi durante o banho e nele podemos encontrar diversas tirinhas sobre vários assuntos. Vendo o potencial da escritora, a Editora Nemo, um selo editorial do Grupo Autentica, publicou uma série literária das tirinhas em 2014.

Ainda navegando pelo mercado literário, a carioca acabou sendo um dos maiores destaques da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, onde marcou presença no stand da Plataforma21, sua nova casa editorial e responsável por distribuir o seu novo título. A divulgação começou na FLIPOP, um evento organizado pela Editora Seguinte em parceria com outras casas editoriais, mas o seu lançamento foi em agosto dentro da bienal, onde conseguiu vender mais de 400 exemplares em apenas 4 duas de evento, um número muito considerável para iniciante.

Mensageira da Sorte é o lançamento realizado em 2018 de Fernanda Nia e, além disso, também o primeiro título de um escritor nacional publicado pela Plataforma21. A obra conta a história de Sam, uma garota que acaba tornando uma mensageira temporária do Departamento de Correção de Sorte — uma organização secreta para nivelar o azar das pessoas—, justamente durante o Carnaval carioca em um protesto conta AlCorp.

Em entrevista, a autora afirmou que a AlCorp está integrado no enredo do livro para nos fazer questionar como uma falta de atenção — social, política ou de qualquer outro setor importante — pode trazer mudanças drásticas, já que ela é uma empresa capaz de controlar o preço das necessidades básicas do país, refletindo muito em nosso quadro histórico em 2013.

 

Tarsis Magellan

Tarsis Magellan é professor de Literatura e em 2011 publicou o seu primeiro livro pela Editora Novo Século, chamado Histórias de Monstros e Diabruras. Carregando o pseudônimo Tarsis Tindarsam, o título é uma coletânea de contos voltados para o público jovem e recebeu excelentes crítica pelos internautas.

Porém, ainda apostando em seu trabalho no meio literário, ele acabou recebendo inspirações de Dan Brown, Michael Crichton e Robin Cook, para escrever Unicelular o título que primeiramente foi publicado no Wattpad recebendo mais de 175 mil leitura. Atualmente, com uma editora já firmada para a distribuição, a agência Mufasa Cloud, do escritor Pedro Deleu, está responsável pelo marketing da obra.

Unicelular é o livro de Tarsis que será publicado pela Editora Martin Claret, ele conta uma história supostamente real, onde acompanhamos uma investigação de envenenamento do filho de uma influente jornalista americana. O caso acabou acontecendo no Brasil, durante as férias, e a mulher não imaginava que o bem-estar da criança estaria ligado a membros do alto escalão da embaixada dos Estados Unidos; e caso a cura não seja encontrada a tempo, problemas diplomáticos surgirão entre os dois países.

Unicelular já recebeu endosso de Raphael Montes e Marcus Barcelos, ambos escritores de mão cheia e que adoram o gênero terror. A história tem elementos policiais de suspense e dialoga muito com a ficção científica e com o terror. É inspirada em um estilo chamado tecnhothriller, cujo pai era Michael Crichton, autor de Jurassic Park.

 

Tomi Adeyemi

Publicado no Brasil pela Editora Rocco, a escritora norte-americana com origem nigeriana, Tomi Adeyemi é uma das grandes apostas deste ano, principalmente pelo início da sua trilogia que conseguiu ocupar mais de 34 semanas na lista dos mais vendidos da semana da The New York Times.

Filhos de Sangue e Osso é o primeiro livro de uma trilogia chamada O Legado de Orïsha, uma história sobre a mitologia iorubá. Nessa estreia acompanharemos Zélie, uma jovem que luta contra a opressão, situada em um mundo similar à África subsaariana.

A história está sendo um grande sucesso que conseguiu ganhar uma adaptação cinematográfica pela Fox Filmes, porém até o momento poucas informações foram reveladas. Desde o dia do lançamento no Brasil, muitas pessoas estão demonstrando interesse em fazer a leitura da obra, principalmente pelo fato de Tomi Adayemi ser inclusive com as religiões de matrizes africanas, e até mesmo ser comparada com J. K. Rowling por diversos sites estrangeiros.

O livro foi distribuído para mais de 25 territórios ao redor do mundo, a autora está sendo muito bem criticado por todos, inclusive já deu entrevista para a BBC e compareceu em diversos eventos para comentar sobre a trilogia. Além desse imenso destaque, ela também já recebeu alguns títulos, como na premiação de Jovem Adulto de 2018 pela Amazon.

 

Christina Dalcher

Christina Dalcher é uma escritora que começou ganhar visibilidade há alguns meses devido ao seu livro primeiro livro da série Vox, onde a Editora Arqueiro publicou no Brasil desenvolvendo interesse em diversos leitores, principalmente devido o enredo apresentado nas divulgações. A gente já fez a leitura da obra e você pode conferir nossa opinião clicando aqui.

Mesmo não achando Vox uma história extremamente bem construída, – pois diante das divulgações prometeram muitos assuntos que não foram bem apresentado nas cenas –, ele é um título inteligente que carrega um cenário diatópico muito próximo da realidade. Mesmo com as opiniões sendo bastante divididas, acreditamos que Christina Dalcher pode conquistar mais leitores e melhorar o seu desempenho na escrita durante este ano.

Vox conta a história de uma sociedade onde as mulheres foram totalmente censuradas, podendo falar somente 100 palavras por dia, caso contrário são eletrocutadas pelo contador de palavras presente em seus pulsos. Porém, a Dra. Jean McClellan acaba sendo surpreendida quando recebe uma proposta extremamente oportuna, podendo derrubar ou fortalecer todo o estado.

Principalmente pela atual situação do governo no Brasil e dos Estados Unidos, Vox pode ser uma série muito bem investida pela Editora Arqueiro, pois a mesma faz alusão crítica ao atual governo de alguns países, onde o sistema patriarcal é muito reforçado. Diante da continuação da história, o título tem probabilidades de ter um destaque maior em sua continuação, caso seja publicado em 2019.

 

Josh Malerman

Josh Malerman é autor de Caixa de Pássaros, o livro que deu inspiração para Bird Box – filme recentemente lançado na Netflix. – A obra foi publicada há anos no Brasil pela Editora Intrínseca, porém poucas pessoas têm ciência que o escritor contém outros títulos também lançados em território brasileiro, o que abre uma oportunidade imensa para ele ser um dos destaques deste ano.

Com o sucesso de Bird Box é certo que muitas pessoas procuraram conhecer o livro que deu origem ao filme, consequentemente essas pessoas acabaram conhecendo outros títulos do autor, dando uma visibilidade e possibilidade maior para que ele torne um escritor de destaque em 2019. O mesmo caso aconteceu com Jenny Han quando Para Todos os Garotos que Já Amei foi adaptado e teve a sequência confirmada – a autora também pode voltar ser uma nova aposta deste ano.

Caixa de Pássaros conta a história de uma mãe vivendo o seu maior pesadelo, justamente no momento em que ela descobre está grávida, uma entidade começa se espalhar pelo mundo. A única forma de se salvar era não olhar para as entidades, pois mantendo contato visual ele começam a ter atitudes estranhas, levando ao suicídio. Agora, Malorie está com duas crianças vivendo esse momento totalmente claustrofóbico.

Josh Malerman recebeu críticas dívidas com Caixa de Pássaros, seja em quesito literário e cinematográfico, porém o autor contém outras obras que seguem o mesmo gênero literário, no caso thrillers. Recentemente ele também lançou outro título chamado Inspection, publicado em território estrangeiro pela Penguin Random House.


 

Esses foram os escritores que acreditamos ser uma promessa para a literatura durante 2019, porém também temos em mente que podem existir vários outros, principalmente pelo fato do mercado está abrindo as portas para várias pessoas. Não se esqueça, caso conheça algum que tem muita capacidade e/ou está sendo bem comentando atualmente no mercado editorial, recomendo-o nos comentários.

Comentários