RESENHA: Portas Erradas, Amores Certos
31 jan

RESENHA: Portas Erradas, Amores Certos

Resenhas

Victor Tadeu

Título: Portas Erradas, Amores Certos
Autora: Lare Barbosa
Editora: Coerência
Gênero: Romance
Número de páginas: 430
SKOOB

Adquira aqui:Loja Coerência

Sinopse:Maria Clara é uma adolescente de família privilegiada, educada e popular entre os colegas. Nunca namorou e nem deseja, acredita que os garotos são imaturos e que jamais poderiam dar a ela o que mais precisa: o amor.

O que a herdeira da família Miller não sabe é que Brandon, o garoto mais imaturo e mulherengo que ela conhece, vai entrar em sua vida e virá-la da cabeça para baixo.
Do outro lado, Brandon não entende o que está acontecendo consigo mesmo, por que seus planos de adquirir status no novo colégio, vão por água abaixo assim que conhece Maria Clara em um lugar nada convencional. Juntos, o cara mais popular e a garota mais problemática de Thompson High terão que lidar com falsas amizades que tentam sabotar sua relação.

“Portas Erradas, Amores Certos” é o primeiro livro da trilogia que mostrará que nem sempre entrar em portas erradas é a pior coisa do mundo…

Maria Clara é uma adolescente que está entrando no primeiro ano do ensino médio, em toda a sua vida ela se limitou em aventurar em novos amores, por isso, está sempre alimentando suas vontades com seu amigo — amizade colorida — Ansel. Em sua mente os meninos daquela idade ainda precisavam madurecer mais e a imaturidade sempre lhe incomodou, então nenhum deles podiam dar àquilo que ela queria, o amor.

Por outro lado, um novo garoto da cidade chamado Brandon também está entrando no primeiro ano do ensino médio. Ele é bem diferente de Maria Clara, pois a sua vontade e meta seria pegar todas as meninas possíveis da sua nova escola, até porque, ele é dotado de uma beleza muito encantadora, na qual várias meninas ficam impressionadas.

A única coisa que ambos tinham em comum é que iniciarem o ensino médio juntos, mas tudo começou dando errado no primeiro dia de aula. Maria Clara decide ir ao banheiro antes da primeira aula e quando adentra o local encontrar Brandon no banheiro feminino morrendo de vergonha por ter entrado na porta errada, de imediato ela assusta, mas acaba não resistindo a lábia do garoto e ambos entrelaça um beijo rápido.

Aquele beijo foi o início de pensamentos sem fins, Maria Clara ficou encantada e ao mesmo tempo assustada com o que acabou de acontecer, por outro lado, Brandon se gabava ao perceber que sua meta naquela escola estava dando certo. Mas, o que os dois menos esperavam é que um simples beijo abriria a porta de um sentimento forte e incontrolável.

Portas Erradas, Amores Certos, de Lare Barbosa é um romance publicado pela Editora Coerência em 2016, a história aparenta ser uma trilogia, pois a continuação foi publicada com o título Portas Erradas, Amores Confusos em 2017. Fiz a leitura desse livro recentemente e trago para vocês a minha opinião.

O assunto que acaba domando as pessoas durante a adolescência muitas das vezes é o beijo, nessa fase da vida estamos descobrindo as experiências propostas por outras pessoas, por isso, os jovens e adolescentes estão cada vez mais se aventurando nessas experiências agradáveis e um pouco complicadas.

Na roda de amigos o assunto é sempre qual menino ou menina será o foco para próximo beijo, se o beijo da pessoa foi bom, se tem pegada e assuntos adjacentes. Infelizmente, muitas das vezes algumas pessoas são excluídas de assuntos como esses ao não ter tantas experiências como os outros, mas isso não vem totalmente ao caso. Em Portas Erradas, Amores Certos iremos acompanhar a vida de adolescentes que estão entrando no ensino médio, onde as primeiras aventuras acontecem.

Sabemos que durante a adolescência não é tão fácil como imaginamos, passamos por momentos muitos complicados e cobranças em cima de cobranças, por isso, alguns assuntos muitos importantes foram abordados dentro dessa história que quero deixar eles bem explícitos nessa resenha. Durante a leitura do livro você vai deparar com momentos muito complicados na vida de um adolescente, e não adianta você dizer que é “mimimi”, “carne fraca”, “querendo chamar atenção”, pois não é. A nossa sociedade nos cobram amadurecimento, ainda mais quando estamos em processo de aprendizagem bem próximo à vida adulta.

“Exceto o quesito namoro. Nunca tive um namorado e nem pretendo ter. Viver sozinha — e dando uns beijos no amigo gostoso — está bom demais. Muitos me perguntam: “por que você não vai atrás da tampa da sua panela?” Com toda a certeza do mundo, essa frase é a pior besteira já dita! Não existe isso” Eu nem sei cozinhar” E, já pensou se eu for uma frigideira? Que mesmo não tendo tampa, ainda é feliz e útil? (página 11)”

Em devidos momentos algum dos personagens comete algumas atitudes bem complicadas, uma delas é a automutilação e sinceramente, esse é um assunto muito importante, delicado e cada vez menos falado nas escolas. A automutilação é um dos primeiros processos para pensamentos suicidas, por isso, eu achei uma ideia muito incrível e realista da Lare Barbosa ao abordar esse assunto dentro de uma história tão romântica como Portas Erradas, Amores Certos. É muito legal encontrar autores de romance que portam de uma preocupação tão grande como a autora dessa obra, porque ela também aplica outras cenas preocupantes e alarmantes muito comum em vidas de adolescentes na obra, mas não vou falar quais são elas para não soar como spoiler.

O que me deixou ainda mais impressionado com a autora, foi que ela em nenhum momento romantizou esses problemas sociais juvenis, apesar de o livro ser um romance ela soube separar justamente cada nicho e colaborou para uma história ainda mais perfeita e com bastante conteúdo de qualidade. Então podem fazer a leitura sem preocupação, Lare Barbosa não pecou ao abordar sobre esses assuntos.

O livro carrega consigo 430 páginas de pura história, de início isso foi um pouco preocupante para mim, pois nunca fiz a leitura de um romance com tantas páginas. Ao iniciar a leitura fiquei com muito medo de ser uma história arrastada e cheia de voltas nos mesmos assuntos, mas confesso que fui totalmente pego de surpresa. Portas Erradas, Amores Certos é um romance estendido e muito real, em nenhum momento as cenas ficam forçadas — só fiquei incomodado com o beijo no banheiro feminino —, o que acaba agradando aqueles leitores que amam romances aprofundados.

Os personagens desse livro foram bem construídos, todos têm suas essências, suas personalidades e em nenhum momento deixam pontas soltas. Além disso, a autora conseguiu retratar a realidade entre os “amigos” nas escolas durante o ensino médio, ela mostrou como sempre tem um grupinho que está desejando de qualquer forma o seu desastre, enquanto têm outros te admirando e ajudando. Isso reflete diretamente e perfeitamente na imaturidade de várias pessoas que os jovens e adolescentes são obrigados a conviver durante o ensino acadêmico.

A escrita de Lare Barbosa é muito boa, eu fiquei muito feliz ao saber que ela conseguiu entrar no clima norte-americano ao escolher o cenário da história, pois esse acaba sendo uma dificuldade para muitos autores. Também fiquei muito satisfeito ao saber que ela teve uma preocupação na linguagem da obra, ela está totalmente trabalhada para o público foco e isso é um ponto muito relevante.

“Gemi baixinho e pisquei, apertando minhas pálpebras com força e, só olhando para gotas de sangue escorrendo na pia, é que percebi o que estava fazendo. (página 89)”

Os capítulos são divididos em perspectivas de Maria Clara e Brandon, ambos aparecem nos mesmos capítulos, mas sempre existe uma alerta antes deles narrarem e isso acaba sendo importante para os leitores. Eu já fiz leitura de livros que não avisam qual personagem está narrando, sem falar que, o autor não muda o ritmo de escrita para diferenciar, e felizmente isso não aconteceu com a autora de Portas Erradas, Amores Certos.

O trabalho editorial dessa obra está impecável, a capa e a lombada são lindas e provavelmente uma das mais lindas que encontrei da Editora Coerência, o material interno está maravilhoso. A fonte, o espaçamento, o tamanho da fonte e a divisão de capítulos colaboram para uma leitura prazerosa e engajada.

Enfim, eu recomendo esse livro para todos que gostam de um romance adolescente que foge totalmente de uma história superficial. Além disso, também indico para você adolescente que deseja se aventurar em um romance e não sabe por qual começar. Então… Será que Maria Clara e Brandon conseguiram manter um relacionamento diante de tanto impedimento? Descubra agora mesmo adquirindo seu exemplar!

Leia também:

• RESENHA: O Meu Melhor Amigo é Gay.
• RESENHA: Não Tão Primos.
• RESENHA: Planeta Brutal.
• RESENHA: E Se…

Comentários

  • Kelly Alves

    Ei Vitor!!
    Eu acho essa capa linda! Aliás todas as capas da Coêrencia são lindas de morrer, não conhecia o enredo do livro, apesar de ser romance e ter assuntos delicados na trama, não sei se leria! Eu sempre fui muito sossegada com relação aos beijos e relacionamentos nessa idade e apesar de não aprovar a atitude das amigas, respeitava, e acho que a protagonista é do tipo que me deixaria incomodada.
    Ainda sim sua resenha está bem bacana!!! Parabéns

    Beijokas

  • Sweet Natie

    Achei bem legal o livro, parece clichê mas adorei a personagem principal. É a primeira vez que vejo uma popular não sendo a “vadia” da escola, adorei muito esta parte. O personagem também parece ser bem lega. Sinto que qando ler o livro não vou mais conseguir parar. Amei ^^

  • Kamila Villarreal

    Olá!

    Não conhecia o livro, mas não me chamou tanto a atenção. Não sabia que a Coerência ainda existia, legal que ela segue investindo na literatura nacional.

  • cabinedeleitura

    Acho que nem um beijo no banheiro me incomodaria tanto quando esse título, não me simpatizei com ele. Essa pegada mais YA dele é boa para curar ressacas literárias, mas essa quantidade de páginas de cara assusta mesmo. Por se tratarde um romance nacional quero sim ter a oportunidade de tal leitura.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

  • Oie!
    Eu gosto de romances onde temos mais que a história do casal. Ainda não conhecia esse título, e ainda com uma capa belíssima.
    Já anotei o título, assim como a continuação para conferir essa leitura. Fiquei bem curiosa para ler
    Bjks!
    Histórias sem Fim

  • LUAN SAMPAIO

    Oi, tudo bom?
    Sempre acabo indicando este estilo para o pessoal que aprecia, porque infelizmente eu não sou fã desse gênero, sabe? Mas vi muita gente no bookstagram falando bem da obra, que por sinal traz uma premissa bem interessante e a capa é bem bonita! Gostei bastante da resenha, bem detalhada ;)

    Abraços,
    Milkshake de Palavras

  • Karla Vieira

    Olá! Que delícia um romance tão juvenil que se passa na escola! Realmente, deve ser cheio de aventuras adolescentes, paixões e dos beijos que mexem com qualquer pessoa nessa idade… De fato a sociedade cobra amadurecimento das pessoas dessa idade e eu adorei termos um tema tão polêmico quanto a automutilação e o suicídio. Adoro esse tipo de história.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

  • Mara Santos

    Oiii, estou simplesmente encantada pela história desse livro… Amo esses romances juvenis, mesmo! Não conhecia a autora, então foi uma grata surpresa!!!

  • Oláa, tudo bem? Sua resenha ficou ótima, bem completa. Já tinha lido sobre o livro antes, mas adorei saber mais detalhes sobre a história e sua opinião sobre ela. Eu não sei se leria no momento, mas anotei a dica para o futuro. A adolescência é uma fase realmente complicada, e onde as vezes tomamos decisões não muito acertadas… A premissa me pareceu interessante!

    Beijos

  • NinaTavares

    Oi, tudo bem?
    Eu já li algumas resenhas desse livro e fiquei bem curiosa com o enredo. É bacana saber que a autora escreve com respeito sobre os problemas adolescentes, fiquei com mais vontade de ler.
    Bjs!

  • Aricia Aguiar

    Que resenha, meus amigos, que resenha!
    Ultimamente, a editora coerência está lançando títulos lindíssimos com capas mais lindas ainda, não conhecia esse, mas com sua resenha apresentando deixa tudo muito mais gostoso de saber e com mais vontade de acompanhar. Parabéns! Essa é a reação que as resenhas devem provocar.
    Bjks