RESENHA: Nossa Música
22 jul

RESENHA: Nossa Música

Resenhas

Julia Giarola

Título: Nossa Música
Autora: Dani Atkins
Editora: Editora Arqueiro
Gênero: Romance
Número de páginas: 368
SKOOB

Adquira aqui: Amazon

Sinopse: Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte.

Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam.

Ultimamente é difícil encontrar histórias sobre relacionamentos diferentes umas das outras. Muitas das tramas que podem ser encontradas por aí possuem premissas significantemente similares, fazendo com que os leitores ou percam o interesse no gênero, ou até mesmo na leitura em si. Nossa Música consegue apresentar um enredo diferente, explorando diferentes tipos de relacionamentos, sejam eles românticos ou não. A história acompanha duas mulheres, Ally e Charlotte, que se reencontram no hospital, após seus maridos sofrerem riscos de vida. O histórico da conexão entre as personagens é revelado gradualmente através de flashbacks, explorando aspectos mais complexos das vidas destas pessoas.

A autora estabelece seu estilo de escrita desde o começo proclamando suas várias perspectivas. Isso tudo permite com que o leitor conheça seu ponto de vista facilmente, compartilhando o entendimento da história e seu significado principal. O livro possui uma boa introdução à trama, fazendo uma transição discreta e eficiente  para que o leitor simpatize de imediato com os personagens. Dani Atkins realmente encontrou a maneira correta de cativar o leitor já nas primeiras páginas com uma situação inusitada, porém plausível. Com certeza a melhor maneira de realmente conhecer as pessoas é em crises, e é exatamente assim que somos introduzidos a cada um dos personagens.

A história do livro é fragmentada, não apenas em relação aos personagens em primeira pessoa, mas também em relação à estrutura temporal. Os múltiplos pontos de vista estrutura bem as motivações de cada personagem inserindo a trama de forma íntima para o leitor. Esta estrutura interessante ajuda também no “suspense”, já que a autora não entrega nenhuma informação na hora errada. Tudo tem seu tempo dentro desta história.

“Éramos todos vítimas naquele lugar e, embora nenhum de nós estivesse ferido, todos sofríamos.” – Página. 34

Dani Atkins também encontrou uma forma interessante de inserir o passado intimo dos personagens nos parágrafos durante situações presentes, além de voltar também nas situações que levaram os relacionamentos àquele ponto. Isto se provou de extrema importância durante todo o livro que se baseia inteiramente em relacionamentos que são bem desenvolvidos e conseguem fugir da utopia da maioria dos romances. Não, este livro não deriva de nenhum outro, ao contrário, se distancia bem dos outros, principalmente ao ambientar sua trama principal dentro de um hospital.

Nossa Música peca um pouco quanto a sua representação feminina que é um tanto quanto genérica e fútil, pois mesmo sendo bem exploradas, as personagens ainda não se comunicam bem com um público geral. Este não é um defeito da escrita em si, pois as personalidades de Ally e Charlotte são coerentes às suas ânsias e motivações, porém eu pessoalmente senti falta de uma personagem feminina que fugisse um pouco deste padrão, alguém que mais mulheres possam se identificar.

O livro físico é de ótima qualidade com uma capa fosca e páginas amareladas e grossas. O design realmente chama a atenção do leitor enquanto está parado na estante. A capa é maravilhosa e extremamente coerente não só à história, mas também ao gênero, elevando o clima que é criado pela escritora. O tamanho do livro é também é perfeito oferecendo uma leitura confortável e rápida. Nossa Música é um livro para os fãs de romance, pois consegue explorar bem os relacionamentos dentro de uma trama principal. É uma leitura leve e, graças ao bom ritmo da escrita, rápida.

Leia também

Comentários