RESENHA: Literalmente
28 jun

RESENHA: Literalmente

Resenhas

Victor Tadeu

Título: Literalmente
Autora: Lucy Keating
Editora: Globo Alt
Gênero: Romance/Ficção
Número de páginas: 208
SKOOB

Adquira aqui: Amazon

Sinopse: E SE A VIDA PERFEITA JÁ ESTIVESSE ESCRITA PARA VOCÊ?

Annabelle leva uma vida perfeitamente sob controle. Ela tem amigos, segue sua rotina à risca, está prestes a se formar e mora com os pais e o irmão mais velho em uma casa que ama.

Mas as coisas começam a fugir do controle quando Lucy Keating, autora best-seller de livros juvenis, vai à sua escola falar sobre seu novo romance e, curiosamente, passa a descrever a vida de Annabelle.

Logo fica claro que Annabelle é a mais nova protagonista da história de Lucy e, de súbito, o relacionamento de seus pais não parece mais tão perfeito, a casa que tanto ama corre sérios riscos de ser vendida, Will — um aluno transferido que parece literalmente feito para ela — não é mais tão interessante e Elliot, o melhor amigo de seu irmão, passa a ser algo mais que apenas um coadjuvante em sua história.

Lucy Keating pode ter um plano para ela. Mas Annabelle está disposta a escrever sua própria história.

Annabelle  Burns tem 17 anos e vive em Venice, em Los Angeles nos Estados Unidos. Desde a infância vive na mesma casa que seu pai, mãe e irmão, onde passou a maior parte do seu tempo se dedicando no seu futuro para empenhar como jornalista, na qual, pretende se formar na Columbia. Acostumada levar uma vida totalmente organizada em uma espécie de calendário tabelado, Annabelle — apelidada como AB — se rebela ao saber que seus pais estão tomando decisões drásticas em suas vidas.

Tudo acontece quando a casa onde sempre viveu aparece em um jornal muito bem lido no local em que vive, isso influenciaria para um convívio social melhor, já que a moradia estava sedo altamente bem reconhecida pela população. Só que, infelizmente de forma repentina seus pais decidem vender a casa com a ideia de se divorciarem e viverem por um bom separados.

Furiosa e totalmente inconformada com toda aquela situação, Annabelle pega carona para escola com seu amigo de infância Elliot, a convivência entre os dois não era uma das melhores devido à implicância fluída desde pequenos. Apesar de um ódio natural partir de AB por Elliot naquele mesmo dia ela percebe que um amor também nutri dentro desse mesmo coração, sabendo que o amigo estava solteiro a chama desse sentimento só aumentava.

Já na escola durante a aula de escrita criativa, a professora alerta que uma amiga escritora daria uma palestra para a sala. Lucy Keating é a autora de honra e após muitas perguntas ela descobre que o novo livro dessa escritora está se baseando na sua vida e, além disso, Annabelle acaba sentindo um interesse grande por um novato da sala. Inconformada pela bagunça que sua vida estava tornando, AB decide impedir a escritora de continuar falando sobre sua vida e sente-se divida por dois garotos irresistíveis.


“— Annabelle, se você não gosta do jeito como sua vida está indo… reescreva — diz Elliot, sem ter ideia do tamanho que do sentido que ele está fazendo. (página 90)”

Literalmente, de Lucy Keating é o segundo best seller da autora publicada no Brasil pela Globo Alt. Ele está sendo lançado em Junho de 2018 e conta a história de uma menina que descobre ser protagonista de um novo livro da Lucy, apesar de ser um romance, precisamos comentar um pouco sobre a obra.

Romance é um gênero muito bem aceito na literatura, muitas pessoas conseguem se apaixonar por qualquer história, seja ela clichê ou totalmente inovadora. Nessa obra somos recepcionados com um clichê romântico muito bem conhecido em Young Adult que poderá surpreender àqueles que gostam do gênero, mas, por outro lado, incomodar quem prefere algo mais explorado e aprofundado, já que as paixões da protagonista é muito rápida e inicialmente sem fundamento.

Por outro lado, toda a trama da história consegue ser extremamente interessante devido à inovação de escrita portada por Lucy Keating. Nunca na história da literatura tive contato com obras que a protagonista do livro é a protagonista de um livro da ficção, ficou confuso? Vou explicar melhor… A autora de Literalmente também é uma autora dentro de Literalmente, na qual, Annabelle é seu personagem e ela tem todo poder em cima da protagonista.

Essa ideia é excepcional para autores que desejam explorar a forma de escrita de outros escritores, já que, Annabelle é aluna de escrita criativa e Lucy Keating como autora — não é a protagonista — expõe dicas para desenvolver uma história durante o envolvimento de AB com sua professora e amigos, principalmente Will Hale, o novato por quem ela nutri uma paixão de momentos.

Como a ideia geral de Literalmente é nova, para muitos leitores inicialmente pode ser um pouco confuso entender todo o contexto da história. Por isso, a escrita da autora soa como complicada para àqueles que estão conhecendo-a pela primeira vez. Em certos momentos durante um capítulo para o outro ficamos um pouco desnorteado por não ter muitas informações sobre os acontecimentos, e, infelizmente talvez seja o único problema da obra.

“… — Acho que as coisas mudam. As pessoas mudam. Você não sabe o que vem a seguir. Acho que você deve tentar o máximo para encontrar o seu melhor e a pessoa que pode fazer com que você seja seu melhor… (página 155)”

Provavelmente todos que fizerem a leitura dessa obra se incomodarão com os pensamentos mesquinhos de Annabelle, porém, por outro lado, ao desenrolar da história começará se apaixonar e se preocupar com ela. Isso acontece, porque todos os personagens desenvolvidos pela autora foram muito bem criados e explorados, o que influência de forma incrível nos sentimentos que serão causados nos leitores.

Apesar de confusa, a escrita de Lucy Keating é muito bem fluída, os personagens e cenas empolgantes colaboram muito para uma leitura engajada. Além disso, a forma que ela consegue descrever os personagens naturalmente, sem nenhuma descrição longa e cansativa, é um grande elemento extremamente positivo dentro da construção de Literalmente.

Como de costume, mais uma vez toda a  equipe no ramo literário da Globo acertaram de mão cheia ao escolherem todo o material que foi utilizado na criação do livro. Os papeis são de excelente qualidade, a diagramação está confortável aos olhos, a capa faz jus ao livro, além disso, é extremamente linda e bem elaborada.

Literalmente é uma obra com elementos muito bem conhecidos em romances, mas devido à ideia inovadora da autora conseguimos tirar aprendizado dela. Provavelmente será uma ótima leitura para quem pretende estudar escrita criativa, para quem gosta de Young Adult e aos fãs de Lucy Keating. Essa obra também está disponível em e-book, facilitando a leitura de muitas pessoas.

Comentários