Escritora de Como Matar Seu Marido, está presa por ser suspeita de ter matado o marido
14 set

Escritora de Como Matar Seu Marido, está presa por ser suspeita de ter matado o marido

Notícias

Victor Tadeu

A escritora Nancy Crampton Brophy, de Como Matar Seu Marido e O Marido Errado, foi detida pela polícia suspeita de ter matado o próprio marido. A mulher tem 68 anos e está sob custódia pela polícia por muitos fatores conspirar que ela possa ter envolvimento com o assassinato de Daniel Brophy, seu marido que morreu aos 23 anos.

O assassinato ocorreu no dia 02 de junho quando os alunos de Instituto Culinário do Oregon, encontraram seu professor sob uma poça de sangue no chão da cozinha, com um ferimento de bala. A equipe de polícia e médica tentou resgatar a vida de Daniel Brophy, porém ele já havia falecido, deixando uma legião de admiradores pelo trabalho como cozinheiro para trás.




Um dia após o assassinato, a escritora deixou uma mensagem em sua rede social avisando sobre o ocorrido, além disso, ela informou algumas condições de últimos momentos com seu ex-esposo, assim, desenvolvendo uma confraternização de despedida ao falecido.

“Aos meus amigos do Facebook e família, tenho uma notícia triste para contar”, escreveu. “Meu marido e melhor amigo, o chef Dan Brophy, foi assassinado ontem pela manhã. Para aqueles de vocês que estão mais perto de mim e que sentem que isto merecia um telefonema, têm razão, mas neste momento estou me esforçando para encontrar um sentido em tudo. Haverá uma vigília com velas no Instituto Culinário do Oregon, amanhã, segunda-feira, às 19h. Embora agradeça por todas as suas carinhosas respostas, estou destroçada. Por favor, poupem os telefonemas durante alguns dias, até que eu comece a funcionar.”

Porém, a autora fora detida na quinta-feira passada (06) segundo toda a imprensa norte-americana por ser suspeita de ter matado ou pago alguém de tirar a vida de Daniel Brophy. Tudo começou quando Nancy Crampton Brophy publicou em 2011 em seu blog uma matéria muito prometedora sobre o relacionamento de ambos, segue uma frase: “Meu marido e eu estamos em nosso segundo (e último — confie em mim!) casamento. Nós prometemos, antes de dizer ‘eu aceito’ que não vamos terminar em divórcio. Nós não, devo observar, descartamos um trágico tiroteio ou um acidente suspeito.”

As suspeitas aumentaram após algumas semanas da morte, pois segundos os vizinhos a mulher começou se comportar de forma estranha, e mudou completamente quando um deles disse isso para os jornais. No dia 06 de setembro a escritora fora detida pela polícia e até o momento nenhum responsável pelas acusações e/ou pela prisão não deu nenhuma notícia sobre o caso.




Leia também:

• DarkSide Books vai lançar duas HQs nacionais
• DarkSide Books publicará o romance de John Fowles com edição inédita
• RESENHA: Casos de Família

Comentários