CRÍTICA: Elite — 1ª Temporada
07 nov

CRÍTICA: Elite — 1ª Temporada

Notícias, Séries

Victor Tadeu

Série: Elite
Título original: Élite
Ano de lançamento: 2018
Duração: 8 episódios
Criadores: Darío Madrona, Carlos Montero
Gênero: Drama
Nacionalidade:Espanha

Sinopse:Depois de um problema na escola que frequentam, três alunos do ensino público são transferidos para a Las Encinas, a melhor e mais exclusiva escola na Espanha, onde os filhos da elite estudam. O choque entre os menos favorecidos e aqueles que têm tudo culmina em um assassinato. Agora resta saber: quem está por trás do crime?

Devido um terremoto uma escola não aguentou o impacto e teve as estruturas abaladas, consequentemente trazendo prejuízo para os alunos. Tentando estabelecer um acordo, o governo cede três bolsas de estudo para os antigos alunos daquela escola, assim, dando a oportunidade de três pessoas ingressarem na Las Encinas, um colégio privado repleto de burgueses.

Samuel, Nádia e Cristian são os consagrados, porém desde o primeiro dia de aula a recepção dos alunos não está sendo uma das melhores. Cada um carrega personalidades divergentes e são de locais humildes, assim, distanciando-se um pouco do estilo de vida de todos ali presente. Só que, a situação sai de controle quando uma onde de bullying, perseguição e intolerância é resultado da morte de uma pessoa.

Elite é a segunda série espanhola distribuída pela Netflix, ela conta com atores de peso no elenco, inclusive três atores de La Casa de Papel também estão atuando na história. Com a abordagem de assuntos muitas das vezes ocultados desse meio, os criadores conseguiram levantar questões incríveis com toda essa produção

O desenvolvimento da série não é um dos melhores, porém os criadores conseguiram estabelecer um ritmo que aos poucos o expectador consegue se interessar pela história. Esse ritmo é um dos mecanismos utilizado no final de todos os episódios, onde os personagens estão diante de uma entrevista de investigação dando a sua visão sobre o ocorrido, uma estratégia meramente referenciada de 13 Reasons Why.

A ideia de apresentar perspectivas divergentes é dos grandes acertos de toda a produção, essa receita de colocar protagonistas dizendo a sua versão sobre um crime, muitas das vezes contradizendo um ao outro, é uma forma de deixar o público ansioso e cada vez mais integrado na história. Por isso, os episódios são fortalecidos através desse engajamento de finalização, assim, sendo uma ponte excepcional para maratonas.

Sendo remediado de altos e baixos, o roteiro de Elite segue o mesmo impulso, porém, devido todo contexto da história ele consegue ser instigante em momentos surpreendentes, assim, fazendo com que os erros sejam recompensados de forma milagrosa.

A inclusão de Elite é outro assunto que precisa ser esclarecido, durante toda a história acompanhamos vários adolescentes burgueses vivendo suas particularidades, porém, acima de tudo, demonstrando o lado mais podre de toda essa classe “alta”. A forma que apresentaram os problemas individuais não sendo comerciais — resolvido com dinheiro — foi bem explorado e retratado dentro do enredo, além disso, a introdução de um soropositivo, homossexuais, bissexuais e entre outros tabus quebrados pela série, foram assuntos muito bem aprofundado e exemplificado.

Intolerância religiosa é outro fator bastante apresentado na história da série, alguns personagens sofrem bastante rejeição devido adereços que sua religião adota, inclusive a irresponsabilidade de educadores também é bastante forte no título. Só que, durante os episódios vamos acompanhando o amadurecimento dos intolerantes, uma forma que os criadores utilizaram para ensinar aos expectadores que dogmas religiosos têm que ser respeitados, independente se a pessoa segue (ou não) os seus conceitos religiosos.

Os atores da série conseguiram transmitir a essência de seus personagens de forma incrível, alguns chegando ser irritante. A trilha sonora dos episódios faz jus ao cenário da série, muitas música são referenciais e a fotografia muitas das vezes são encantadores — inclusive as paisagens. — Assim, o preparo de produção não falhou nos quesitos citados.

Elite é uma série que aborda sobre assuntos necessários em uma sociedade que problematiza as atitudes e desejos alheios, a apresentação do uso de substâncias químicas são mostradas e todos esses conteúdos ilícitos têm uma finalidade. Além disso, a mensagem final da série é incrível e extremamente impactante.

Nossa nota é:

Assista ao trailer

Comentários