Referências escondidas em A Vida de Jaime
15 nov

Referências escondidas em A Vida de Jaime

Coluna

Julia Giarola

Subtexto sempre foi um dos aspectos mais difíceis a serem incorporados em obras artísticas. Estabelecer opiniões e críticas de uma maneira sutil dentro do entretenimento é um elemento muito subestimado, principalmente nos dias de hoje onde os estúdios vendem grandes produções como finalidade obrigatória de qualidade. Mas antes de tudo isso, há os artistas independentes que trabalham com verbas limitadas, apostando mais em conteúdo do que todo o resto. Em vez de focar em histórias superficiais, se esforçam em detalhes que acrescentam tanto em um contexto geral.

Ambientada na cidade fictícia de Itaguaraí, a série independente, A Vida de Jaime, aborda a trajetória de um adolescente que deseja tornar-se um humorista. Em um contexto tipicamente brasileiro, o protagonista conhece um engraçado motoqueiro, Zula, que passa a ser seu tutor e a lhe aplicar lições a fim de fazê-lo chegar a seu objetivo. Em meio de um humor baseado em sucessos tais como Família da Pesada e South Park, a web series conta com várias referências, que mostram o poder do subtexto, especialmente na comédia irreverente.

A primeira temporada da série será constituída de doze episódios que serão disponíveis no Youtube (conheça mais sobre a série aqui), seguindo a trajetória única de um protagonista a seu caminho de se tornar um humorista, tudo isso em um cenário brasileiro. Durante os capítulos, os criadores esconderam referências que podem ter sido perdidas durante a maratona, mas que acrescentam tanto ao contexto geral da série. Vamos, então, conferir algumas dessas referências escondidas em A Vida de Jaime:

O muro

O muro ao lado da casa de Jaime aparece pichado no primeiro episódio, pintado no segundo e no quarto novamente pichado. Em um contexto social, A Vida de Jaime tenta embasar sua história em um ambiente onde essa crítica pode ser feita, salpicando um detalhe para os atentos.

A escola

O nome da escola é referência ao negociador português do Tratado de Methuen, que acabou por levar Portugal à falência e transferiu grande parte do ouro brasileiro à Inglaterra.

Madame Bovary

No quarto episódio, uma madame atravessa o salão de beleza e está descrita como Madame B. nos créditos. É uma referência a “Madame Bovary“, de Flaubert. Uma pitada de humor para aqueles que leram o romance e conhecem a personagem.

O doutor Posaderas

O doutor Posaderas, que aparece no sétimo episódio, é um personagem claramente inspirado em Nelson Rodrigues. Além da personalidade tipicamente de um canalha rodriguiano, Posaderas, em espanhol, quer dizer nádegas. Nelson frequentemente utilizava nomes cômicos para médicos em suas peças, como dr. Sanatório, dr. Lambreta, etc.

Rick and Morty

O final do episódio 8 (que é dedicado à Luiz Felipe Pondé) é uma clara referência à série americana Rick and Morty, como ficou assinalado por um espectador nos comentários.

Shakespeare

O nome do episódio 9, “Bom é o que acaba bem“, é referência à peça homônima de Shakespeare, peça que gera controvérsia entre críticos: alguns a classificam como comédia, outros como tragédia.

A série brasileira A Vida de Jaime já está disponível para maratona no Youtube (clique aqui). E vocês: conseguiram encontrar todas as referências? Deixamos passar alguma? Deixe seu comentário abaixo.

Leia também

Comentários