Janelas da Mente — Paranoia #9
03 out

Janelas da Mente — Paranoia #9

Coluna

Victor Tadeu

Ter medo ou obsessão por algo pode ser considerado “normal”, principalmente nos dias de hoje em que “ter” é muito relativo. Só não é normal quando a pessoa começa a ter medo daquilo que não existe, exagerando radicalmente aquilo que não é fundado, ou seja, sem nenhuma base real. Infelizmente essa é mais um diagnóstico de pessoa que sofrem com um transtorno atual e provavelmente muito comum no futuro.

Paranoia é um problema muito comum que anda afetando várias pessoas, tudo começa quando o portado sente ameaçado por algo ou alguém e infelizmente age de formas muito complicadas. Existem três formas de paranoias e cada pessoa que sofre com o problema tem diferentes reações, assim deixando o transtorno mental ainda mais difícil de ser tratado.

Estamos realizando o nosso primeiro projeto com a Globo Alt, por isso todos os dias entre 25 de Setembro até 06 de Outubro estão sendo publicados conteúdo sobre transtornos aqui no Desencaixados. Todos os transtornos são apresentados no livro Janelas da Mente, publicado pela Globo Livros e escrito pelos autores Ana Beatriz Barbosa Silva e Eduardo Mello Guimarães.

Mentes Paranoides é o nono conto dessa obra, ele conta a história de Alceu, um homem que vive trancado dentro do apartamento e que perdeu a mãe há um tempo. O rapaz acredita que está sendo perseguido por pessoas bem armadas e que o mundo está em perigo, mas o que ele não sabe que tudo não passava de teorias da sua mente, até que um evento muda todo o quadro.

Todos sabem que a nossa ideia dentro do projeto não é ficar aprofundado nas história escritas pelos autores, muito pelo contrário, estamos visando em expor os transtorno de uma vida moderna, assim priorizando a saúde mental dos nossos leitores. Só que, independente de tudo, indicamos a leitura do livro para todos aqueles que tiverem interesse. Como de costume a nossa frase motivacional é: SEMPRE MANTENHA A CALMA E NÃO DEIXE UMA AMEÇA TE ATINGIR!

ADQUIRA AQUI: Amazon l Submarino l Saraiva

Comentários

  • Fabiana Scola

    Terrivel quando se acredita em tudo que a mente cria. Independente da paranóia, seja ciumes de um namorado quando mania de perseguição pode ser devastador. A cabeça é capaz de nos criar peças terriveis, acreditamos cegamente naquilo que inventamos em meio a medos e fantasias. Isso pode vir a ser perigoso para o outro se a pessoa, por exemplo, acreditar que o outro está sendo infiel, ele vê coisas, ouve coisas e fantasia certas situações de forma real a ponto de lever a diante uma vingança. Quantos crimes passionais são relatados, geralmente por ciumes. Complicada essa personalidade, outro caso, que acredito precisar de um acompanhamento de profissional.

  • rudynalvacorreiasoares

    Victor!
    Em nossa atualidade com tanta insegurança e criminalidade, a paranóia tem aumentado cada vez mais, sem contar em outras doenças psicológicas que trazem alucinações e paranóia.
    E o pior é que não adianta apenas conselhos ou comprovação de que tudo não passa de uma ‘criação’ da cabeça da pessoa, porque ela com certeza nãoa ceita as explicações.
    A única forma de melhora é através de acompanhamento com especialista, porque ele saberá conduzir o indivíduo de volta a realidade, mesmo que tenha de usar até medicação.
    Mais um grave problema psicológico.
    Que outubro venha carregado de boas energias!
    “O tempo é teu capital; tens de o saber utilizar. Perder tempo é estragar a vida.” (Franz Kafka)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

  • Renata Lima

    Só de imaginar estar na pele de uma pessoa que sofre com paranoia já me dá uma tremenda aflição. Não conheço ninguém que já tenha passado por isso, mas deve ser completamente horrível não saber o que parte somente da sua cabeça e o que é real.