5 Motivos para ler Sobreviventes do Caos – Trilogia 2323
20 nov

5 Motivos para ler Sobreviventes do Caos – Trilogia 2323

Coluna

Myrna Ariel

Sobreviventes do Caos está entre os melhores livros que li este ano, com o seu enredo envolvente e de tirar o fôlego a Trilogia chegou a sua segunda edição com uma nova cara, a diagramação está conquistando os leitores assim como a história. O Desencaixados acompanhou o seu crescimento incrível, e não tem nada mais gratificante do que ver mais e mais pessoas se interessando pelo o livro e conhecendo o trabalho maravilhoso da escritora, Bianca Gulim.

Se você acompanha o site com certeza já ouviu falar sobre a Trilogia – se não, é só conferir a resenha do primeiro livro. Sobreviventes do Caos é repleto de pontos positivos que irá fazer você se apaixonar por cada personagem e querer quebrar a cara de outros, você se sente dentro do universo apresentado e sofre a dor de cada um. É pensando em trazer um pouco mais sobre essa história para vocês que nós separamos 5 motivos para ler a Trilogia 2323, vamos lá?

 

1 – Enredo

A história se passa no ano de 2323 após uma grande guerra que praticamente destruiu a raça humana, e agora os sobreviventes tentam se reerguer. O enredo é o segundo ponto que mais aprecio em Sobreviventes do Caos (logo saberão qual é o 1°), Bianca consegue nos envolver em uma história fantástica de uma maneira surpreendente. Ao desenrolar dos acontecimentos dá pra perceber que tudo foi pensado nos mínimos detalhes e que aos poucos as peças vão se encaixando. Por se tratar de um ambiente de guerra e uma distopia, você espera ler as páginas do livro e sentir toda a ação que o gênero passa, mas em Sobreviventes acontece algo diferente, ao mesmo tempo que você consegue sentir toda aquela adrenalina ainda corre o risco que no próximo capítulo ela seja substituída por uma bad que vai te deixar no fundo do poço. É ação, mistério, romance e claro que também tem aqueles momentos tristes que você não acredita que está acontecendo. É um enredo de múltiplas emoções e que você não sabe qual será a próxima surpresa, mas torce pra que tudo acabe bem

2 – Personagens

É comum se apegar aos personagens de um livro, mas em Sobreviventes do Caos além de se apegar, você ainda corre o risco de sofrer com a perda do mesmo. Como citei na resenha do primeiro volume, a trilogia se passa em um cenário de guerra, e em toda batalha sabemos que teremos algumas perdas. Geralmente em lutas quem morre é um personagens que não temos ideia de quem é, e que foi criado exatamente para morrer, mas não é isso que acontece em Sobreviventes. Cada personagem é importante, você consegue sentir isso, cada um que foi citado é bem descrito e sempre aparece um pouco da sua história. Não são personagens vazios, são bem construídos e apresentados ao nível certo.


3 – Celine e Darion

E chegamos ao ponto que mais aprecio!

É algo que também já abordei na resenha, mas como não fui bem afundo nessa questão decidir colocar como um dos tópicos nessa matéria. A personagem principal, Celine (uma das melhores personagens femininas que já li), tem um melhor amigo, sim uma mulher e um homem são melhores amigos. Os dois são personagens que funcionam tão bem juntos que impressiona, e é difícil encontrar livros que quebrem esse estereótipo.  Celine e Darion conhecem um ao outro como a si mesmo, e isso foi um impacto de cara assim que comecei a ler a história, era um diálogo dos dois que dava pra sentir a intimidade entre eles, um capítulo depois eu estava com a maior cara de confusão e me questionando: Eles não são namorados? É tão comum encontrar histórias em que os dois melhores amigos se apaixonam e no final ficam juntos que foi surpreendente perceber a pureza e inocência na amizade de Celine e Darion e que eles realmente sempre vão estar ali quando um precisar do outro.


4 – Cenário pós guerra

Para uma história funcionar bem além de um bom enredo e de ótimos personagens é preciso ter um cenário marcante. A Trilogia 2323 se passa em um ambiente desconhecido para nós do século XXI, após a epidemia que levou todo o planeta a uma guerra pela sobrevivência, os poucos humanos que sobraram se reagruparam formando povos diferentes e, ao ler, percebemos que os locais que cada grupo se localiza tem características diferentes, um lugar é mais tropical e outro mais deserto. Bianca consegue descrever muito bem o cenário que trouxe para os leitores, e mais uma vez a riqueza de detalhes é perceptível. Nós conseguimos notar facilmente o que a guerra trouxe para cada povo, eles tiveram que se readaptar com o que estava ao seu alcance.


5- Girl Power

O Girl Power no livro é evidente, Celine é uma garota forte, indeterminada, talvez um pouco estressada e que faz de tudo para proteger o seu povo. É incrível como a autora conseguiu equilibrar as coisas entre o romance e a ação, em nenhum momento o relacionamento amoroso de Celine atrapalhou a postura que ela tem diante do seu povo. Todos sabem do que ela é capaz e quando alguém de fora aparece não demora muito para entender que Celine está na liderança porque merece e todos confiam nela. A personagem não tem medo de enfrentar o perigo, e claro que como qualquer ser humano ela tem fraquezas, mas no mundo de 2323 para sobreviver você tem que ser forte, enfrentar os seus medos e escolher os seus aliados com cuidado.

Confira o Book Trailer de Sobreviventes do Caos

Comentários

  • Bianca Gulim de Carvalho Bia

    Myrna, que texto incrível!!
    Adorei, adorei!!
    Muito obrigada, esse post foi um presente!
    Muito bom relembrar suas impressões sobre o livro, como se sentiu durante a leitura…
    Herdeiros de Sangue está chegaaaaaaando!!!
    Obrigada!
    Um beijo!