5 Livros LGBTQ+ de autores nacionais
06 jan

5 Livros LGBTQ+ de autores nacionais

Coluna

Juliane Andrade

A literatura nos oferece a possibilidade de identificação: histórias e personagens, mesmo que ficcionais, podem dizer muito a respeito de nós e da vida real em geral. Seja em obras literárias — independente de gêneros — autores se sentem representados por seus personagens. Ou qualquer outra pessoa pode entender mais o mundo por meio desse ponto de vista.

Para nossa alegria, a literatura LGBTQ+ cresce a cada dia. Novos nomes surgem com histórias incríveis para nos contagiar não apenas com bons personagens, mas também para nos fazer enxergar, compreender, respeitar e admirar as mais diversas formas de amor.

A Literatura LGBTQ+ está crescendo no Brasil de forma gradativa. Apesar de muitos não concordarem com o termo, essa rotulação de livros gays ainda se faz necessária, tanto por indicar obras que retratam o universo colorido com homossexuais ou para o público-leitor encontrar essas histórias com as quais possa se identificar com os mesmos desejos e conflitos que permeiam a vida dos homossexuais.

Como no mês de Janeiro estamos promovendo a literatura nacional dentro do Desencaixados, resolvemos indicar alguns livros com a temática LGBTQ+ escritos por autores brasileiros. Todos os livros indicados estão de acordo com nossas experiências de leitura, então caso você conheça outro, pode deixar nos comentários que iremos procurar fazer a leitura.

Título: O Meu Melhor Amigo é Gay
Autor: Dielson Vilela
Editora: Editora Coerência
Gênero: Drama/Literatura LGBT
Número de páginas: 256
SKOOB

Adquira aqui: Amazon l Loja Coerência l Saraiva

Compre pelo site da editora,
avise que veio do Desencaixados
e ganhe 20% de desconto.

Sinopse: Carlos e Márcio são dois amigos de longa data. Um dia, um acontecimento leva Carlos a descobrir que o seu melhor amigo, Márcio, é gay. Ele se vê paralisado diante dessa revelação. E, agora?

Em meio a essa surpresa, Carlos se torna testemunha de um crime covarde, e decide criar um blog para narrar as angustias que o sufocam. Nesse processo, ele se depara com a violência motivada pelo preconceito que traz como vítimas vários segmentos considerados minorias pela sociedade.

“O meu melhor amigo é gay” traz um repensar profundo sobre as dificuldades de diálogo e de convivência causados pelo preconceito e pela intolerância diante das diferenças, despertando-nos sobre como muitas vezes somos levados à empatia de histórias que ocorrem longe de nós, mas a ter uma atitude contrária quando estão próximas, em nosso convívio diário. Faz-nos enxergar que o valor da vida está acima das diferenças, através de um desenrolar de fatos marcantes, surpreendente e de tirar o fôlego do leitor!

 

Título: Não Tão Primos
Autor: Renan Merlin
Editora: Editora Coerência
Gênero: Romance/Literatura LGBT
Número de páginas: 200
SKOOB

Adquira aqui:Loja Coerência

Sinopse: Tudo parece sem cor. As férias começaram com um romance e acabaram como um filme de terror. Agora as aulas vão recomeçar e Bernardo terá que enfrentar os meninos que o agrediram e lidar com a nova emoção que insiste em seguir os seus passos: o medo. Apesar de tudo, Bernardo não está sozinho, Gustavo chegou para recolorir o seu mundo. Gustavo e Bernardo são meio que primos, ou melhor, Não Tão Primos.
Os dias podem se tornar cinza por algum tempo, mas jamais perderão o calor, pois a famosa cidade do verão eterno não deixa que os corações fiquem frios por muito tempo. Prepare-se para aquecer e colorir o seu mundo com Bernardo e seus amigos. Seja bem-vindo a São Pietro!

 

Título: Moletom
Autor: Julio Azevedo
Editora: Globo Alt
Gênero: Ficção/LGBT
Número de páginas: 168
SKOOB

Adquira aqui:Submarino l Amazon

Sinopse: Em ‘Moletom’, Julio Azevedo — o jovem autor da página de mesmo nome do Facebook — mostra, por meio de uma narrativa envolvente e ilustrações poéticas, que não adianta tentar fugir dos problemas: eles nos perseguem até que os encaremos de frente. Seu protagonista, Pedro, está fugindo de algo. Ele acaba de chegar em uma nova cidade, onde ficará hospedado na casa da tia por algum tempo, e essa mudança representa para ele um recomeço, um escape de algo que está causando uma grande angústia. Assim que chega a esse novo ambiente, no entanto, ele conhece Lucas, um garoto que despertará exatamente os sentimentos que ele estava tentando evitar.

 

Título: Mulheres Que Não Sabem Chorar
Autora: Lilian Farias
Editora: Giz Editorial
Gênero: Ficção
Número de páginas: 210
SKOOB

Adquira aqui:Amazon

COMPRE POR AQUI E NOSAJUDE A MANTER O SITE.

Sinopse: A vida de Marisa é regida pelo controle. Seja à frente do seu trabalho ou da vida dos filhos, ela é racional, mantendo-se sempre fria, um ser à parte das banalidades, cuja única preocupação é ser um exemplo. Olga é sua antítese. Sentimentos à flor da pele, dor flagelando a carne, pensamentos embaçados pelo esquecimento proporcionado pelo álcool. Sozinha, preocupa-se em apenas ser, em um mundo cercado por fatos que não reconhece mais como seus. Enquanto isso, Ana e Verônica esbarram com o acaso.

Duas senhoras solitárias, vizinhas e antagônicas. Será que um dia alguém acharia que poderiam viver em paz? Mais ainda, será que poderiam se apaixonar? Duas jovens livres e independentes. O que as impede de ficar juntas?

 

Título: 1+1 A Matemática do Amor
Autores: Vinícius Grossos e Augusto Alvarenga
Editora: Faro Editorial
Gênero: Ficção
Número de páginas: 256
SKOOB

Adquira aqui:Amazon l Submarino

Sinopse: Lucas e Bernardo são dois garotos, melhores amigos um do outro de toda a vida. De repente, recebem a notícia de que Bernardo irá se mudar com a família para outro país. Nesse momento, cada um a seu modo, percebe como valiosa era aquela amizade, algo que não queriam perder. Bernardo reage mal e se revolta. Lucas tenta transformar cada dia que resta com o amigo na melhor experiência de suas vidas. Ele escreve uma lista de coisas para fazer e pretende cumprir uma por uma, em todos os detalhes. Mas, a cada dia, o fantasma da separação os assombra com um cronômetro lembrando que o tempo se esgota e, ainda assim, os dois passam por grandes momentos juntos. Então os meninos percebem que há algo mais entre eles… um sentimento profundo, que não conseguem explicar e tornam todas aquelas experiências ainda mais intensas. Mas o que fazer com tudo isso quando se tem apenas 16 anos?

Comentários

  • LILIAN FARIAS

    Obrigada pela lembrança❤❤❤😉😉😉😉

  • Olá!
    Já conhecia todos os livros e inclusive já li Não Tão primos e amei a história. O meu melhor amigo é Gay eu comprei a pouco tempo e pretendo ler em breve.
    Amei o destaque que você deu aos livros com essa temática. Realmente os nacionais não são valorizados, um pena.
    😘😘😘😘