10 motivos para assistir Deuses Americanos
04 jul

10 motivos para assistir Deuses Americanos

Coluna

Julia Giarola

A nova série da Starz impressionou tanto o público e os críticos que após apenas uma temporada, já foi renovada para uma segunda. Deuses Americanos (confira nossa crítica aqui) conta a história de Shadow Moon que acaba se envolvendo em uma guerra entre deuses após a morte de sua mulher.

O último episódio da primeira temporada foi ao ar dia 18 de junho desse ano (2017) e deixou muitos fãs ansiosos para os próximos capítulos dessa história. Porém muitos ainda não estão familiares com a série inovadora e por isso separamos 10 motivos para você assistir Deuses Americanos. Confira:

Bryan Fuller

Bryan Fuller, hoje, pode ser considerado uma das grandes mentes da televisão. O visionário escritor e produtor trouxe suas ideias ambiciosas para mudar o jogo e elevar o nível das séries, não apenas em questão de história, mas também qualidade técnica. Fuller mostrou seu talento criando algumas das séries de televisão mais aclamadas pela crítica como Dead Like Me, Wonderfalls, Pushing Daisies, Hannibal e agora, Deuses Americanos. A visão de Fuller é única e imperdível.

Neil Gaiman

Por trás do livro no qual a série é baseada (confira nossa resenha aqui) e diretamente envolvido com desenvolvimento do seriado, Neil Gaiman realmente conseguiu trazer suas palavras para as telas. Seu estilo único de escrever assim como sua incrível história transparecem na série que é fiel a seu material de origem. O trabalho do escritor britânico é fascinante não apenas por suas histórias absurdas e brilhantes, mas também por oferecer um enorme conhecimento sobre a cultura global e mitologia, tudo isso que é também representado na série.

Adaptação para as telas

Adaptações frequentemente se provam inferiores à seus materiais de origem. Deuses Americanos, porém encontrou o equilíbrio perfeito para sua adaptação elevando ainda mais as histórias do livro. A série explora aspectos mais íntimos de personagens coadjuvantes acrescentando detalhes o suficiente para suportar a história original de Neil Gaiman que está ajudando a desenvolver está inovadora adaptação que conta com novos elementos, surpreendendo aqueles que não leram o livro, mas também o público que já está familiar com a história.

Esta escolha de criar novas direções para a história, mas ainda mantendo as situações e personagens fieis ao livro com certeza foi uma decisão ambiciosa, mas que sem dúvidas se provou bem sucedida já que a série está seguindo com um ritmo novo e empolgante para qualquer um que acompanha.

Elenco

Sem dúvida alguma o elenco é um dos pontos mais fortes da série. Desde presenças constantes como a de Ian McShane como Mr. Wednesday, até às aparições recorrentes de Gillian Anderson (Media) e Kristin Chenoweth (Easter), os personagens parecem terem sido retirados diretamente dos livros. A perfeita escalação não é o único mérito deste elenco maravilhoso já que cada ator consegue trazer algo a mais para esta adaptação, seja a experiência, os maneirismos ou até mesmo a presença que possuem nas telas transformando Deuses Americanos em um constante espetáculo.

Personagens

O livro escrito por Neil Gaiman deixa bem claro as características de seus respectivos personagens. Mas não há nada como poder vê-lo e ouvi-los nas telas de TV. Mr. Wednesday, Mr. Nancy, Easter e o favorito dos fãs, Mad Sweeney carregam a história dos Velhos Deuses a deixando imensamente mais divertida e envolvente. Também não a nada melhor que assistir o antagonista Mr. World e a as inúmeras aparições da Deusa Mídia em suas diversas formas como ícones da cultura pop. São os personagens que fazem a audiência se envolver e se apaixonar com a história.

Mitologia

A presença da mitologia nos livros se provaram fundamentais para o desenvolvimento e desfecho da história. E por isso podemos assistir a cada episódio as vindas dos deuses para a America e acompanhar suas trajetórias nesta nova terra. Alguns episódios aproveitam a oportunidade dada pelo material original e baseiam todo seu enredo nesta mitologia, o que deixa a série ainda mais fascinante de assistir.

Classificação indicativa (+18)

A decisão de ter a classificação indicativa de Deuses Americanos para maiores de 18 anos foi perfeita, permitindo que esta seja fiel ao livro e ao conceito original. A presença de cenas gráficas de violência, palavrões e sexo, ajuda a série a ter um estilo próprio, criando o clima adequado para a história surreal sobre a batalha entre os deuses.

Fotografia

Bryan Fuller é conhecido por suas séries visualmente incríveis. Deuses Americanos não deixa nada a desejar. Já no primeiro episódio a fotografia audaciosa e surrealista marca sua presença transformando a história também em um espetáculo visual. As cores saturadas e fortes ajudam o público a se ambientar no universo no qual os personagens estão vivendo, além de demonstrar o comprometimento com a audiência ao se dedicar tanto nestes aspectos técnicos.

Trilha sonora

A trilha sonora é mais um dos aspectos técnicos que ajudam infinitamente na construção do mundo de Deuses Americanos. A música não deixa de marca usa presença em nenhuma das cenas elevando os riscos e o surrealismo das situações.

Segunda temporada confirmada!

Muitas pessoas odeiam começar séries novas por medo do cancelamento. Mas este não será o caso de Deuses Americanos. A série foi confirmada para uma segunda temporada antes mesmo de liberar todos os seus episódios. Então podem assisti-la com tranquilidade que em 2018 a história continua!

Assista Deuses Americanos agora na Amazon Prime e deixe nos comentários o que acharam da série.

Leia também

Comentários