10 melhores filmes do primeiro semestre
05 jul

10 melhores filmes do primeiro semestre

Coluna

Julia Giarola

O primeiro semestre de 2017 foi repleto de filmes incríveis, porém alguns se destacam. Por isso separamos uma lista dos 10 melhores filmes lançados no Brasil entre Janeiro e Junho. Para essa lista estamos considerando que alguns filmes chegam atrasados aqui em nosso país, então são estas datas de lançamento que estão sendo levadas em consideração. Confira nossa lista:

Manchester À Beira-Mar

Lee Chandler é forçado a retornar para sua cidade natal com o objetivo de tomar conta de seu sobrinho adolescente após o pai do rapaz, seu irmão, falecer precocemente. Este retorno ficará ainda mais complicado quando Lee precisar enfrentar as razões que o fizeram ir embora e deixar sua família para trás, anos antes.

Vencedor do Oscar de melhor roteiro original e melhor ator, este drama moderno é uma intensa jornada pela vida de Lee Chandler. O filme possui um enredo sutil, porém poderoso. Os diálogos e personagens realistas ajudam o longa a estabelecer um traço emocional durante a trajetória do protagonista, o que faz o drama ainda mais intenso e significativo.

Estrelas Além do Tempo

No auge da corrida espacial travada entre Estados Unidos e Rússia durante a Guerra Fria, uma equipe de cientistas da NASA, formada exclusivamente por mulheres afro-americanas, provou ser o elemento crucial que faltava na equação para a vitória dos Estados Unidos, liderando uma das maiores operações tecnológicas registradas na história americana e se tornando verdadeiras heroínas da nação.

Um filme sobre raça, sexismo e ciência consegue deixar de lado a mistura extrema e cativar o público em meio de um contexto histórico. A história sobre a batalha de mulheres afro-americanas contra o racismo e machismo dentro e fora da NASA consegue atingir todos os públicos por ser um filme divertido, emocionante e incrivelmente bem-feito. O roteiro impecável e atuações carismáticas ajudam o filme a alcançar novos patamares.

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Black trilha uma jornada de autoconhecimento enquanto tenta escapar do caminho fácil da criminalidade e do mundo das drogas de Miami. Encontrando amor em locais surpreendentes, ele sonha com um futuro maravilhoso.

Vencedor de melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor ator coadjuvante no Oscar deste ano, Moonlight é um filme ambicioso que consegue brilhantemente tratar de vários assuntos polêmicos dentro de uma só história. Utilizando técnicas visuais e uma fotografia maravilhosa, o longa explora os conteúdos emocionais do racismo, bullying, drogas e homossexualidade, tudo isso sem forçar agendas em sua audiência. O filme é natural e emocionante.

Logan

Em 2024, os mutantes estão em declínio e as pessoas não sabem o motivo. Uma organização está transformando as crianças mutantes em assassinas e Wolverine, a pedido do Professor Xavier, precisa proteger a jovem e poderosa Laura Kinney, conhecida como X-23. Enquanto isso, o vilão Nathaniel Essex amplia seu projeto de destruição.

Mais uma vez um filme de super-heróis conseguem elevar o gênero indo muito além do status de blockbuster. Logan é um filme que consegue estabelecer uma realidade dos personagens que conhecemos, mas ainda amadurecendo seu conteúdo e enredo.

A Bela e a Fera

Bela é uma jovem que se torna prisioneira da Fera no seu castelo em troca da liberdade do seu pai Maurice. Apesar dos seus medos, ela faz amizade com o grupo encantado do castelo e aprende a olhar além do exterior do príncipe Adam para reconhecer o verdadeiro coração e a alma humana dele. Também há um caçador chamado Gaston que quer levar Bela para si mesmo e caçar o príncipe Adam a qualquer custo.

remake live-action do clássico de 1991 conseguiu capturar a magia do conto-de-fadas, mas ainda estabelecendo um tom mais maduro tanto em relação à história, quanto personagens. A protagonista Bela deste remake atinge novos níveis de complexidade sendo uma personagem ainda mais dimensionada que a do desenho. O filme ainda apresenta uma incrível direção de arte que reflete a própria magia da Disney,

Confira nossa crítica aqui.

Fragmentado

Kevin possui 23 personalidades distintas e consegue alterná-las quimicamente em seu organismo apenas com a força do pensamento. Um dia, ele sequestra três adolescentes que encontra em um estacionamento. Vivendo em cativeiro, elas passam a conhecer as diferentes facetas de Kevin e precisam encontrar algum meio de escapar.

M. Night Shyamalan faz um triunfal retorno ao gênero com este thrillerambicioso e surpreendente. O estilo único e história original do filme não são as únicas surpresa. Shyamalan volta a se estabelecer como o mestre das reviravoltas com um final simplesmente surpreendente que todo cinéfilo com certeza irá amar. Sem nenhum spoiler, o diretor e roteirista consegue criar algo novo não apenas para o gênero, mas para todo o sistema de produção e marketing, criando um filme que consegue trazer muitos de seus fãs de volta, além de cativar um outra geração fãs.

Guardiões da Galáxia

Agora já conhecidos como os Guardiões da Galáxia, os guerreiros viajam ao longo do cosmos e lutam para manter sua nova família unida. Enquanto isso tentam desvendar os mistérios da verdadeira paternidade de Peter Quill.

Guardiões da Galáxia Vol. 2 consegue manter o estilo que o tornou famoso e ainda consegue ser seu próprio filme. Agora com os personagens já estabelecidos, a sequência tem tempo para desenvolver os relacionamentos entre os integrantes e também outros personagens coadjuvantes. O filme é divertido e engraçada, conseguindo ser forte sem ter que contar com os outros filmes do universo cinematográfico da Marvel, mas ainda sendo uma adição perfeita para este.

Confira nossa crítica aqui.

Corra

Chris é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose. A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Apresentando a sinopse de uma comédia, podemos presenciar o que pode ser o ponto de virada para filmes de terror. Em 2016 já tivemos vários testemunhos deste fato com longas fantástico representantes do gênero tais quais A Bruxa, Corrente do Mal e Homem nas Trevas; porém nenhum consegue virar o jogo tanto quanto Corra!, que aparenta apresentar a nova era de filmes estilísticos que são capazes de explorar aspectos sociais e ainda se comprometer a arte.

Confira nossa crítica aqui.

Colossal

Gloria deixa Nova York e volta para sua cidade natal após perder o emprego e o noivo. Ao acompanhar as notícias sobre o ataque de um lagarto gigante a Seoul, ela descobre que está misteriosamente conectada mentalmente ao evento.

Colossal é um filme que eu não sabia que precisava até assisti-lo. Este excelente filme surpreende com sua história extremamente original que é uma metáfora perfeita para desenvolver os conflitos internos da personagem principal. O enredo é repleto de surpresas e reviravoltas que se provam tanto inesperados quanto envolventes; e é por isso e muito outros motivos que o longa é o que tanto precisamos nesta escassez de ideias.

Confira nossa crítica aqui.

Mulher-Maravilha

Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

Mulher-Maravilha não é apenas o primeiro filme de uma super-heroína, mas também é o pioneiro para o verdadeiro empoderamento feminino. O desenvolvimento da protagonista consegue estabelecer a personagem como uma guerreira poderosa e também uma mulher complexa. A apresentação de Diana como uma heroína de princípios e similarmente com defeitos como a ingenuidade, elevam o filme além de seus deveres. Esse aspecto da história ajuda a estipular a humanidade presente na Mulher-Maravilha, a deixando emocionalmente mais perto das pessoas que protege.

Confira nossa crítica aqui.

Quem já viu estes filmes? O que acharam da lista? Deixe seu comentário abaixo.

Leia também

Comentários